Hospital infantil Ribeirão Preto será inaugurado pela metade

11/04/2014

Má gestão tucana

Hospital infantil do HC da USP de Ribeirão Preto será inaugurado pela metade

Está prevista para o mês de junho a inauguração parcial do HC Criança, unidade infantil do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP), o segundo maior do estado de São Paulo. O prédio tem seis andares, mas serão inaugurados apenas três. Os outros três deverão ficar prontos em setembro. A assessoria de imprensa do HC de Ribeirão não deu detalhes da data da inauguração. Conforme antecipou reportagem de 27 de fevereiro do jornal A Cidade, vinculado ao grupo EPTV, que retransmite a programação da Rede Globo para as regiões de Campinas, Ribeirão Preto e do sul do estado de Minas Gerais, o governador e pré-candidato à reeleição Geraldo Alckmin estará na cerimônia.

Embora as obras estejam atrasadas, o projeto do hospital vem de 2004, quando teve início uma campanha para angariar recursos para a construção. Foi arrecadado R$ 1,5 milhão com as doações de mais de cem empresas de todos os setores, entre elas do ramo de comunicação e telecomunicações, indústrias, usinas, shoppings centers, comércio em geral, faculdades, escolas e pessoas físicas, e a venda de produtos com a marca oficial. Em 2005, o governo federal liberou verbas para a estrutura e o primeiro piso. Recursos insuficientes e atrasos no cronograma levaram à paralisação das obras em 2010.

No ano passado, o governo estadual assumiu compromisso de concluir a construção. As obras foram reiniciadas em junho passado pela TEP Tecnologia Engenharia e Processos, em um contrato de R$ 46.315.191,18, segundo oDiário Oficial.

De acordo com o site do HC, o projeto inicial foi alterado, passando a contemplar a expansão do Centro de Reabilitação, que vai ocupar o andar térreo, incluindo o serviço de ortopedia e ampliação da oficinas de prótese.

De acordo com o integrante do Movimento Popular de Saúde de Ribeirão Preto Roberto Gonçalves Gualtolini, que compõe também os conselhos de Saúde do Estado de São Paulo e municipal de Ribeirão Preto, até agora foi feita apenas uma parte da obra. “Estão terminando o que dá para o governador Alckmin vir inaugurar”, diz o conselheiro.

Para o diretor regional do Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Saúde no Estado de São Paulo (Sindsaúde), Antonio José Dechechi, além de atrasadas, as obras apresentam problemas e têm indícios de uso de materiais de baixa qualidade. “As escadas são mal feitas e baixas. Pessoas mais altas têm de abaixar para passar. Além disso, as janelas batem com o vento, quebrando os vidros”, diz.

O HC Criança, cujo projeto prevê 233 leitos, será o primeiro hospital da região totalmente voltado para o atendimento infantil de alta complexidade, como atendimento a pacientes com câncer, bebês prematuros e partos de alto risco, aliado ao incentivo a pesquisas e à procura de novas terapias por meio da atividade acadêmica. A proposta engloba empenho ao atendimento interdisciplinar, centralizando todas as especialidades pediátricas, centro cirúrgico, UTI neonatal e pediátrica, ambulatórios e enfermarias, além do centro obstétrico, berçário e alojamento conjunto, que serão transferidos do edifício do HC.

fonte: Rede Brasil Atual

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.