Irregularidades em 33 contratos do Estado

11/09/2012

Má gestão tucana

Assembleia confirma irregularidade de 33 contratos julgados pelo TCE

A Comissão de Finanças e Orçamento da Assembleia Legislativa deliberou sobre a pauta de PDLs – Projetos de Decretos Legislativos, que versam a respeito dos pareces do Tribunal de Contas do Estado – TCE, que é um órgão auxiliar da Assembleia na fiscalização dos contratos firmados pelo Estado, na administração direta e nas empresas de economia mista, quanto ao aspecto legal e também na execução dos mesmos.

Os deputados da Comissão mantiveram a decisão do TCE que aponta irregularidades em 33 contratos, alguns deles celebrados pelo Metrô, Dersa, CDHU e FDE.

Os petistas Enio Tattto e Luiz Claudio Marcolino cobraram do presidente da Comissão maior brevidade no procedimento de acesso aos pareces do Tribunal de Contas, para que a Assembleia Legislativa possa efetivamente fiscalizar os contratos do Estado. “Trata-se de cumprirmos a responsabilidade de fiscalizar e combater as irregularidades cometidas pelo Executivo, pois como está hoje, quando o parecer chega ao Poder Legislativo, o prejuízo já está consumado e não dá para sustar o contrato”,ponderou Enio Tatto.

A reunião ocorreu nesta terça-feira (11/9).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *