LDO 2006: Polícia Militar e manifestantes entram em confronto na Assembléia

15/09/2005 22:50:00

Crédito:

PM faz cordão de isolamento na entrada da Assembléia; manifestantes pressionam para entrar

Mais uma vez, em 14/09, a Assembléia foi palco de confronto entre manifestantes e a Polícia Militar. Enquanto o veto à LDO 2006 – Lei de Diretrizes Orçamentárias que garantem aumento de repasses para a Educação era discutido em plenário, cerca de 500 estudantes e representantes do Fórum das Seis, entidade que agrega funcionários e docentes das universidades estaduais paulistas, foram agredidos pela PM, que usou a Tropa de Choque, a Cavalaria e helicóptero na repressão. Foram lançadas várias bombas de gás lacrimogêneo contra os manifestantes, que revidaram com pedras. Deputados da Bancada do PT atuaram para tentar mediar o conflito. Beth Sahão, Mário Reali e Simão Pedro foram ao 78º Distrito Policial, para onde dez manifestantes foram levados. Pelo menos outros três precisaram de cuidados médicos. “É inaceitável o que ocorreu nas imediações da Assembléia, hoje. Nesta quinta-feira, 15/09, faremos um pronunciamento neste plenário sobre essa situação. O presidente da Assembléia, Rodrigo Garcia (PFL), comprometeu-se a convocar outra sessão extraordinária e colocar novamente o veto em discussão”, disse Renato Simões, líder do PT. Os manifestantes não saíram do Plenário, onde permanecem acampados.

O líder do governo na Assembléia disse, em 13/09, que o Executivo enviará uma proposta para a inclusão de verbas para as universidades na proposta de Orçamento 2006, a ser apresentada na próxima reunião de líderes, terça-feira, 20/09.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.