Líder do PT entregou denúncia da Máfia do Asfalto à PF

04/06/2013

Investigação

Crédito: Paula Ribas

O líder da Bancada do PT, deputado Luiz Claudio Marcolino, esteve com o superintendente da Polícia Federal em São Paulo, Roberto Ciciliati Troncon Filho, para protocolar a denúncia sobre a Máfia do Asfalto – esquema de fraudes em licitações do governo paulista envolvendo prefeituras, parlamentares e empresas privadas. O encontro aconteceu nesta segunda-feira (3/6).

Assinada pelos 22 deputados petistas na Assembleia Legislativa, a denúncia é baseada em informações e relatórios do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que constataram, entre 2003 a 2013, contratos e pagamentos realizados pelo governo paulista à Demop e a empresas do Grupo Scamatti , como a Mineração Grandes Lagos, a Noroeste Paulista e a Noramix Concreto, por intermédio dos entes da Administração Indireta (DER, DAESP, CODASP, SABESP e CESP), atingiram mais de R$ 6 milhões.

A denúncia cita, entre outros, o contrato vultoso com o Departamento de Estradas e Rodagens (DER), nascido de um edital de 2008, que se transformou, em 2010, em contrato para obras na rodovia que passa por Birigui, a SP 461, por cerca de R$ 38 milhões em valores atualizados.
Marcolino avalia a denúncia como “uma contribuição à efetiva apuração para responsabilização de agentes públicos envolvidos neste e em outros casos de irregularidades em licitações”.

Na próxima segunda-feira (10/6), o deputado Marcolino irá entregar representação sobre a denúncia ao Procurador Geral de Justiça do Estado de São Paulo, Márcio Fernando Elias Rosa, solicitando a apuração dos fatos.

Governo tucano ignorou

O esquema veio à tona no começo de abril com o desfecho da Operação Fratelli do Ministério Público e da Polícia Federal e, segundo o deputado, foi ignorado em 2010 pelo executivo paulista e por sua base de apoio na Assembleia Legislativa.

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.