Líder do PT solicita que Procuradoria investigue irregularidades em maternidade da Zona Leste

16/09/2010 17:36:00

Descaso com a saúde

 

O líder da Bancada do PT, Antonio Mentor, apresentou na Procuradoria Geral da Justiça de São Paulo, representação para instaurar inquérito para apurar as responsabilidades aos agentes públicos e políticos que permitiram que ocorresse a falta de medicamentos e a não disponibilização dos serviços de Unidade de Terapia Intensiva –UTI às gestantes usuárias do serviço do Hospital e Maternidade Leonor Mendes de Barros – Zona Leste da Capital. A representação foi protocolada nesta quinta-feira (16/9).

As irregularidades, segundo notícia veiculada pela imprensa, estão baseadas em documentos internos  (livro de registro do hospital) e são subscritas por médicos e gestores do hospital e demonstram que, apesar dos prêmios de gestão e do rótulo de unidade de referência no atendimento de partos de alta e média complexidade, os profissionais e as usuárias do serviço sofrem com a falta de infra-estrutura e superlotação, obrigando os profissionais a improvisar procedimentos para evitar a morte de pacientes.

Para o deputado Mentor, “a população não pode ser punida pela omissão dos gestores públicos responsáveis pelo pleno funcionamento de um equipamento publico. Não podemos permitir que a situação persista nesta maternidade. É dever de todos zelar pelo pleno funcionamento desse importante serviço e garantir que um momento de extrema felicidade não seja transformado em um momento de total desespero às mães e seus familiares, por falta de recursos”.

Leia, abaixo em anexo, a representação protocolada pelo PT.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.