Líder do PT vai cobrar providências do Ministério Público

11/09/2013

Propinoduto tucano

O líder da Bancada do PT, Luiz Claudio Marcolino, irá se reunir nesta quinta-feira (12/9) com o promotor do Patrimônio Público e Social, Valter Foleto Santin.

No encontro, que acontecerá às 16h30 no Ministério Público de São Paulo (rua Riachuelo, 115, no centro), Marcolino cobrará mais uma vez providências do MP com relação às 15 representações que a Bancada do PT protocolou, entre 2008 e 2012, denunciando irregularidades, pagamentos de propinas e consequente sobrepeço em licitações do Metrô e da CPTM. Também solicitará informações sobre outras denúncias que vêm sendo divulgadas pela imprensa que citam a participação de agentes públicos tucanos no esquema.

Marcolino, em nome dos deputados da Bancada, pedirá que o MP envie à Assembleia os documentos referentes ao acordo que o órgão propôs à empresa Siemens para que essa indique os nomes dos envolvidos.

Afastamento e suspensão de contratos

Esta é a segunda vez que o líder da Bancada do PT vai ao Ministério Público cobrar informações sobre o caso. Em agosto passado, Marcolino esteve com o procurador geral de justiça, Marcio Elias Rosa. Na ocasião, inclusive, o líder do PT solicitou o afastamento dos agentes públicos envolvidos e a suspensão dos contratos firmados pelo governo do Estado com as empresas suspeitas de formação de cartel, o que, até o momento, não aconteceu.

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.