Líder estudantil, representantes religiosos, Condepe e da Procuradoria Geral de Justiça confirmaram presença no Lançamento da Frente Parlamentar Contra a Violência Policial

22/11/2016

Frente Parlamentar Contra a Violência Policial

Crédito:

Manifestante repreendido em ato público em SP

A opressão as manifestações, o uso da força policial para calar as vozes nas ruas em protestos e a criminalização dos movimentos sociais são focos da Frente Parlamentar Suprapartidária Em Defesa do Direito de Manifestação e da Liberdade de Expressão, que será instituída nesta quarta- feira, dia 23 de novembro na Assembleia Legislativa, no Plenário Franco Montoro.

Comandada pelo governo Alckmin a PM por meio das corporações Força Tática e Tropa de Choque, municiadas de armamento pesado têm entrado em ação quase sempre de maneira virulenta contra jovens, sindicalistas, militantes, ativistas e cidadãos simpatizantes e defensores das causas sociais e da democracia.

Nos últimos tempos várias cidades do interior do Estado e a capital paulista têm sido palco de atos capitaneados pelos estudantes secundaristas que condenam as políticas educacionais e a corrupção na gestão do governo Alckmin. Outras atividades foram protagonizadas contra o impeachment da então presidenta Dilma Rousseff e, mais recentemente aconteceram protestos e resistências às medidas recessivas e de arrocho do governo Temer.

Em todas estas medidas a polícia tem alvejado os manifestantes dos movimentos e encaminhados para as delegacias como meio de intimidar e criminalizar os manifestantes.

Para contrapor esta dinâmica de opressão e criminalização dos movimentos sociais a Bancada do PT na Assembleia Legislativa, por meio da iniciativa do líder da petista José Zico Pardo, lançará a Frente em parceria com a sociedade civil em suas diversas representações para fazer gestões no sentido de coibir e punir os eventuais abusos e violência policial que afrontam os preceitos constitucionais.

Dentre os representantes das entidades sociais que confirmaram a participação do lançamento da Frente Parlamentar estão;

Déborah Fabri – Estudante Universidade Federal do ABC e integrante do Levante Popular, perdeu o olho esquerdo ao ser alvejada pela PM, no dia 31 de agosto de 2016, durante protesto contra impeachment da ex- presidenta Dilma Rousseff;

Dr. Fernando Pastorello – Promotor de Justiça, representando a Procuradoria Geral de Justiça do Estado de São Paulo;

Maria Nazareth Cupertino – Presidenta do Condepe – Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana;

Aldimar de Assis – Presidente do Sindicato dos Advogados;

Alderon Costa – Ouvidor Geral da Defensoria Pública do Estado de São Paulo;

Antonio Funari – Da Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo;
Emerson Santos (Catatau) – Presidente da UPES – União Paulista dos Estudantes Secundaristas

Rosário Mendez

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *