Macrorregião da Baixada Santista abre segunda rodada de discussões

15/04/2013

Caravanas 2013

Realizada na Praia Grande, a Caravana do PT-SP reuniu mais de 300 militantes

Para dar início à segunda semana de eventos, a Caravana do PT-SP desembarcou no litoral paulista. A cidade de Praia Grande recebeu os militantes do partido para uma discussão que, entre outras importantes questões, fez um diagnóstico sobre os acertos e erros do PT na macrorregião da Baixada Santista. Mais de 300 militantes vindos das nove cidades que compõem o grupo marcaram presença no evento. “Precisamos fazer um balanço do que avançamos aqui, mas também de nossas fragilidades”, explicou o presidente do PT-SP, Edinho Silva.

“O resultado das eleições municipais de 2012 mostrou o crescimento do partido tucano. Este cenário nos coloca, do ponto de vista político, em uma posição de quem precisa lutar muito”. Esta é a avaliação feita pelo coordenador da macrorregião, Emerson Santos, durante o evento. Na Baixada Santista apenas uma cidade é governada pelo PT, com Márcia Rosa em Cubatão. Desta forma, o destaque das discussões foi a necessidade da criação de estratégias de enfrentamento à oposição.

O coordenador ainda analisou o cenário da Baixada e destacou o posicionamento do partido em cada cidade durante o processo eleitoral. A cidade de Santos, por possuir duas ferramentas fundamentais para a economia nacional (porto e bacias do pré-sal), foi classificada como uma estratégica e um importante polo político para o PT.

Lideranças

Para compor a mesa, foram convidadas importantes lideranças regionais. A deputada estadual Telma de Souza enfatizou a importância das Caravanas do PT-SP. “Não conheço outro partido que tenha tanto respeito aos seus filiados. Que partidos trazem seus militantes um ano e meio antes das eleições para ouvir suas reivindicações?”, indagou. A ex-prefeita de Santos também destacou que o PT “sairá destas Caravanas sabendo, não apenas o argumento, mas também o sentimento dos filiados”.

A mesa ainda foi composta pela prefeita de Cubatão, Márcia Rosa, pelo deputado federal José Mentor, e pelos deputados estaduais Alencar Santana, Enio Tatto e Marcos Martins. Além do líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa, Luiz Marcolino – que avaliou: “temos sim possibilidades de ganhar esta disputa para o governo do estado. Precisamos nos empenhar aqui na Baixada, porque os tucanos farão de tudo para não perder a hegemonia. Este é o ano de consolidar o PT para as eleições de governador de 2014”.

Comunicação

Como solução estratégica para dar visibilidade às cidades que compõem a Baixada Santista, muitos militantes enfatizaram a necessidade de comunicação mais efetiva. Com isso, o secretário de Comunicação, Aparecido Silva, o Cidão, expôs as ferramentas que o PT-SP coloca à disposição das macros. “O site específico da cada macrorregião tem um potencial enorme, são mais de 22 mil acessos nos últimos seis meses no caso da Baixada”, destacou.

fonte: Portal Linha Direta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.