Manifesto exige punição dos torturadores

26/03/2014

30 anos do golpe

No dia 31 de março, quando se completam 50 anos do golpe que implantou a ditadura militar no Brasil, organizações da sociedade civil, de entidades sindicais, de partidos políticos, de movimentos sociais e das Comissões da Verdade decidiram “execrar e lamentar essa data, que é o DIA DA VERGONHA NACIONAL”, segundo manifesto assinado por cerca de 150 organizações.

Elas exigem:
– Imediato cumprimento da decisão da Corte Interamericana de Direitos Humanos no Caso Araguaia e reinterpretação da Lei da Anistia;
– Localização e identificação dos corpos dos desaparecidos políticos e esclarecimento das circunstâncias e dos responsáveis por suas mortes;
– Identificação e punição dos torturadores, estupradores, assassinos, mandantes, financiadores e ocultadores de cadáveres;
– Desmilitarização das Polícias e rompimento do ciclo de violência perpetuado pelas corporações;
– Que instalação policial do DOI/CODI que aqui ainda persiste, cujo prédio foi tombado pelo Patrimônio Histórico, seja imediatamente transformada em um Memorial em homenagem às vítimas, aos mortos e aos desaparecidos políticos da ditadura militar;
– Imediata abertura de todos os arquivos da ditadura, em especial da polícia técnico-científica do estado de São Paulo.

Nesta data, no antigo DOI/CODI, ainda haverá uma homenagem a cada um dos assassinados nesse prédio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.