Metrô tem uma falha grave a cada 3 dias

24/03/2014

Panes no metrô

Estatísticas internas da empresa mostram o crescimento das panes que duram, no mínimo, seis minutos até serem resolvidas. O número dobrou em cinco anos. No ano passado foram registrados 113 `incidentes notáveis`, ante 55 ocorridos em 2009, um aumento de 105%

Aumentou o número de falhas graves no Metrô de São Paulo, revelam dados dos últimos cinco anos da operação do sistema. Se em 2009 a média era de uma pane com grande transtorno aos passageiros a cada seis dias, em 2013 esse intervalo baixou para três dias – duas por semana.

As estatísticas internas da empresa, coletadas e divulgadas pelo Sindicato dos Metroviários, indicam que, em todo o ano passado, o Metrô registrou 113 incidentes notáveis – termo técnico para designar panes que duram, no mínimo, seis minutos até serem resolvidas. Ao longo de 2009, houve menos que a metade desse total: 55. Ou seja, o aumento foi de 105%.

Desde então, ano a ano, o que se notou foi um crescente contínuo de falhas. Os números não levam em conta a Linha 4-Amarela, administrada pela concessionária ViaQuatro, que foi procurada, mas não divulgou quantos problemas o ramal registrou.

CPTM também registra aumento

Na Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), a situação não foi muito diferente do que no Metrô. Por meio da Lei de Acesso à Informação, o Estado obteve dados internos que mostram que, no ano passado, o número de ocorrências notáveis foi de 36, ante 28 de dois anos atrás. Com isso, os usuários tiveram de enfrentar, em média, uma pane séria a cada dez dias.

fonte: jornal O Estado de S. Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.