Ministério Público questiona privatização do Laboratório do Hospital Emílio Ribas

27/02/2008 16:04:00

Saúde

 

Com a privatização dos serviços especializados o Governo Serra põe em risco o controle epidemiológico hospitalar em doença infecciosas.

Nesta terça-feira, 26 de fevereiro, a Comissão de Saúde e Higiene da Assembléia Legislativa, presidida pelo deputado Adriano Diogo (PT/SP), recebeu ofício enviado pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, solicitando informações a respeito da privatização do Laboratório do Instituto Emílio Ribas. O Legislativo terá trinta dias para se posicionar.

O Ministério Público instaurou inquérito civil para a devida apuração dos fatos que envolvem o processo de terceirização que está sendo feito às pressas pela Secretaria de Saúde Estadual, sem a devida discussão com a sociedade.

O laboratório Clínico do Centenário Hospital Emílio Ribas é referência internacional em saúde pública e em doenças infecciosas, além disso, tem papel fundamental no controle de doenças transmissíveis.

O corpo clínico do Hospital manifesta seu desacordo e preocupação quanto ao desmonte do corpo de técnicos, que é altamente especializado em diagnóstico laboratorial e quanto aos prejuízos que serão causados ao ensino, à pesquisa e à qualidade do atendimento. Entidades como o Sindicato dos Médicos e o Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Saúde também são contrárias à privatização e afirmam que essa medida coloca em risco todo o sistema de vigilância epidemiológica hospitalar.

O governador José Serra alega que a privatização reduzirá custos, mas, para o deputado Adriano Diogo, presidente da Comissão de Saúde, é um absurdo o governo reduzir as ações de saúde apenas ao aspecto financeiro. “Eu recebo com muita alegria esse documento do Ministério Público, é altamente relevante que a sociedade tome conhecimento desse absurdo, de mais esse crime que estão cometendo contra a saúde pública, os tucanos queriam fazer a privatização na surdina, mas felizmente o povo está reagindo”, afirma Diogo.    

O laboratório é fundamental para o diagnóstico de doenças como HIV, Hepatite, leptospirose, febre maculosa, tuberculose, doença de chagas, meningite, dengue, malária, difteria, sífilis entre muitas outras, o Instituto também realiza pesquisas importantes para a detecção e o controle de surtos de infecções hospitalares. 

A Comissão de Saúde, que já vem debatendo esse tema, acatou o processo e deverá apresentar relatório em caráter de urgência.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *