Ministro apresenta avanços da Educação protagonizados pelo governo federal

13/04/2011 20:21:00

Educação

Crédito:

 

A estratégia de promover maior aproximação da Bancada com os ministros paulistas, deu mais um passo neste sentido no encontro dos deputados petistas, nesta quarta-feira (13/4), com o ministro da Educação, Fernando Haddad.

Na ocasião, o ministro fez um breve relato das realizações do governo federal no período de 2003 a 2010 e pontuou os investimentos e ações da pasta no Estado de São Paulo e na capital paulista. 

Dentre as ações, programas e projetos do Ministério da Educação, Haddad destacou o FUNDEB, Pró-Uni, Pró-Infância, as universidades federais e informou que, nas próximas semanas, o governo federal lançará o Pronatec – que é um projeto voltado  para o ensino técnico profissionalizante que será financiado pelo governo federal em parceria com a iniciativa provada.

Como exemplo do avanço das políticas públicas na esfera do ensino superior, Haddad citou o “anel universitário” que está sendo constituído no entorno da Região Metropolitana de São Paulo, com a instituição de universidades federais nas cidades de Santos, Diadema, Osasco, Guarulhos, e com vistas a alcançar a cidade de Cubatão e Embu das Artes.

Outra informação passada pelo ministro foi a reforma do “sistema S” – SENAI, SESI e SENAC.  “Nós resgatamos a função histórica desse sistema de oferecer cursos gratuitos”, explicou.

O ministério tem realizado um conjunto de ações em São Paulo e a sociedade precisa se apropriar. Apenas na cidade São Paulo cerca de 100 mil famílias são diretamente beneficiadas pelo Pró- Uni e no Estado são um milhão.

A falta de parcerias do governo do Estado e da prefeitura de São Paulo com o ministério também foi lembrada pelo ministro. A cidade de São Paulo tem uma enorme demanda por creches. No entanto, só agora o prefeito sinalizou o interesse de firmar algum convênio.

No período da tarde, durante coletiva à imprensa, o ministro Haddad anunciou o projeto de parceria com o governo do Estado, firmado recentemente, e que trata-se de uma iniciação à docência (uma espécie de estágio, como auxiliar de professor) nas escolas estaduais para os alunos do Pró-Uni. 

 

Os parlamentares da Bancada petista foram unânimes em reconhecer os avanços e sucessos das políticas do governo federal na Educação, em contraponto do fracasso do PSDB que, além de não ter um projeto definido, apenas apresenta soluções pontuais no clamor das denúncias de mal desempenho e ou irregularidades. Na avaliação da Bancada, isso é reflexo da falta de ação programada e planejada, pois São Paulo está entre os 16 estados que não tem Plano Estadual de Educação.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *