Movimento Popular defende Programa Mais Médico

05/09/2013

Direito à saúde

Crédito: CMP

Cerca de 200 militantes da CMP – Central de Movimentos Populares – ocuparam nesta quinta-feira (5/9), por cerca de 30 minutos, a sede do Conselho Regional de Medicina de São Paulo, num ato simbólico contra o racismo e em defesa do Programa Mais Médico.

Durante o ato, integrantes do movimento social manifestaram apoio ao Programa Mais Médico do governo federal e o defenderam como um das medidas adotadas para garantir o direto da população ter acesso à saúde.

A recepção de estudantes e profissionais de medicina, com caráter racista e xenófoba, dirigida aos médicos cubanos que chegaram recentemente no Brasil para atender a população nas regiões em que os médicos brasileiros não preencheram as vagas, também recebeu críticas dos participantes do movimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.