MP cobra R$ 4 mi de ex-chefes do Metrô e Alstom

27/08/2014

Cartel tucano

O Ministério Público quer que nove ex-diretores do Metrô de São Paulo e da multinacional francesa Alstom sejam condenados a devolver R$ 4 milhões aos cofres públicos.

A ação do promotor Nelson Luís Sampaio de Andrade cita ilegalidades no contrato para sistema de sinalização e controle de trens para as extensões norte e leste do Metrô, obtido sem licitação pela CMW, comprada pela Alstom. O fornecimento durou 18 anos, até 2007, e teve 23 aditivos no período.

Entre os acusados figura Ademir Venâncio, ex-diretor administrativo da companhia paulista e que também é investigado pela Polícia Federal.

Leia aqui reportagem do jornal Folha de S. Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.