Obras de 5 estações do Metrô e da CPTM estão atrasadas

13/12/2013

Pinockmin

Alckmin não cumpre promessa: obras de 5 estações do Metrô e da CPTM estão atrasadas

Governo do Estado só deve entregar estações das Linhas 4, 8 e 15 em 2014; Adolfo Pinheiro será aberta em janeiro

O governo do Estado de São Paulo atrasou a entrega de ao menos cinco estações do sistema metroferroviário. As obras ficam nas Linhas 4-Amarela e 15-Prata do Metrô e na 8-Diamante da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Uma das justificativas da gestão Geraldo Alckmin é não “encavalar” as inaugurações, espaçando-as em 2014 – ano em que o governador deve tentar a reeleição.

No caso da Linha 4-Amarela, que completará uma década de construção em abril, a Estação São Paulo-Morumbi não está confirmada para o ano que vem, ao contrário do que o Metrô havia informado sete meses atrás. Naquela época, o cronograma apontava a inauguração em setembro. Nesta quinta-feira (12/12), no entanto, o secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, não garantiu o cumprimento dessa previsão.

“O esforço grande agora é puxar também a (São Paulo) Morumbi para 2014”, afirmou Fernandes, após vistoriar a obra da Estação Adolfo Pinheiro, na zona sul, que Alckmin prometeu inaugurar daqui a 40 dias, na semana do aniversário de São Paulo (25 de janeiro).

As Estações Fradique Coutinho, Oscar Freire e Higienópolis-Mackenzie só devem abrir no fim do ano que vem. Já o primeiro trecho de monotrilho da capital paulista, na Linha 15-Prata, na zona leste, teve a abertura empurrada de janeiro para março.

Outra obra a ter a entrega adiada é a extensão oeste da Linha 8-Diamante da CPTM, em Itapevi. Em novembro, o Estado prometeu inaugurar esse prolongamento de 6,3 km até o fim de 2013. Mas Fernandes informou que isso só ocorrerá em janeiro. Essa obra já tem um atraso de dois anos, pelo cronograma original.

*com informações do jornal O Estado de SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.