Ocupação de secundaristas é invadida em ação ilegal da Polícia Militar

02/05/2016

Truculência

O batalhão de choque da PM junto com o secretário de segurança Alexandre Morais (PSDB-SP) fez a incursão sem mandato judicial na ocupação dos estudantes do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS). “Essa ocupação é nossa, é legítima. Precisamos falar cada vez mais que construam atos, que cada vez mais tenham ocupações, travamento de rua e ocupação de escolas, que é assim que a gente vai mostrar quem é que manda na educação”, disse o estudante Matheus Dantas.

A ocupação dura quatro dias e luta pelo fim do sucateamento da educação do estado, desvios das verbas de merenda escolar e a insubordinação do governo frente a decisão da justiça que suspendeu o programa de fechamento de salas de aula e escolas promovidas na gestão Geraldo Alckmin.

Foi emitida a reintegração de posse do prédio, nesta segunda (2/5), mas o documento ainda não foi entregue no local, o que torna a invasão da polícia militar com o respaldo do secretário de segurança uma clara violação da lei e dos direitos dos ocupantes.

“De fato o estado de São Paulo não se desenvolve como deveria se desenvolver, e nós sabemos o porquê, Geraldo Alckmin está roubando o dinheiro do povo paulista, ao invés de reverter para o bem público”, afirmou o ocupante Guilherme Brasil.

Com informações de Mídia Ninja

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.