Onda de violência tem mais de 200 assassinatos em apenas 30 dias

09/11/2012

No Estado de SP

Em 30 dias, mais de 200 pessoas foram assassinadas em São Paulo e na sua região metropolitana.

A zona leste foi a que teve mais homicídios neste período. Foram 38 assassinatos em 30 dias. Na sequencia aparece a zona sul, com 35 casos. A zona norte registrou 24 casos, dentre eles 11 foram cometidos na Vila Brasilândia, bairro que teve o maior número de assassinatos na capital paulista.

Embu das Artes foi a cidade da região metropolitana onde mais ocorreram assassinatos nestes 30 dias. Foram registrados 12 assassinatos. Estes números ainda não levam em consideração os assassinatos ocorridos nas noites de quarta e quinta-feiras (dias 7 e 8/11).

Balanço da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo indica aumento de 96% no número de homicídios na capital em setembro, em comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 135 casos de homicídios, enquanto em 2011 foram registrados 69 casos. No acumulado de janeiro a setembro, a alta foi 22% na capital, com 920 casos de homicídios. Em todo o Estado, no mesmo período, o aumento foi 8%.

Mais uma noite violenta em SP deixa 12 mortos

Em Cidade Dutra, um ônibus foi incendiado, e outras 10 pessoas ficaram feridas na capital e região metropolitana

São Paulo e cidades da região metropolitana viveram mais uma noite violenta. Entre a noite de quinta-feira (8) e a madrugada desta sexta-feira (9), 12 pessoas foram assassinadas e um ônibus foi incendiado.

Na Rua Alfonso Albuquerque, no bairro Cidade Dutra, zona sul, um homem foi baleado por dois homens que atiraram de uma moto. Ele levou dez tiros e morreu na hora. Também na Cidade Dutra, por volta das 22h, oito homens incendiaram um ônibus. O cobrador não conseguiu sair do veículo antes das chamas se alastrarem. Ele foi socorrido, em estado grave, ao Pronto Socorro do Grajaú.

Segundo a SPTrans, o cobrador não corre risco de morres. Após o ataque, a circulação dos ônibus da viação Cidade Dutra foi interrompida. Ás 6h30 desta sexta, a circulação foi retomada.
Também na zona sul, ocorreram ataques com arma de fogo em quatro ruas diferentes em um intervalo de apenas 30 minutos. Na Rua Manuel Vieira Sarmento, no Jardim São Luís , duas pessoas foram baleadas. As vítimas foram socorridas e passam bem.

Na mesma região, na Avenida Cândido José Xavier, um motociclista foi baleado por dois homens que também dirigiam uma moto. A vítima não resistiu e morreu.
Na Rua Bacio de Filicaia, ainda na zona sul, um homem que saiu de casa para fumar foi atingido por 10 disparos de arma de fogo. O homem foi socorrido, mas morreu no hospital. Outro homem foi baleado na Rua Paulino Vital de Moraes e morreu.

Grande São Paulo

Em Santana do Parnaíba, criminosos afetuaram disparos contra três homens que estavam emu ma praça. Dois deles não resistiram e morreram. Apesar da praça ficar a pouco metros de uma base da Guarda Civil, os criminosos conseguiram fugir.

Já em Santo André, cinco pessoas morreram e duas ficaram feridas em dois ataques com armas de fogo. Segundo a Polícia Militar, todas as vítimas eram moradores de rua e usuários de drogas. Devido ao curto espaço de tempo em que aconteceram os ataques, a PM suspeita que as mesmas pessoas cometeram os crimes.

*com informações do G1 e Spressosp.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.