Pagador de propina no DF faturou R$ 10 milhões em São Paulo sem licitação

01/12/2009 14:23:00

Irregularidade

Crédito:

O moço que aparece feliz da vida e sorridente, em foto ao lado, ao ver uma bolada de dinheiro chama-se Alexandre Tavares de Assis, vulgo Mineirinho. Ele é especialista em informática da educação, é pós-graduado em marketing e gestão de negócios, diretor-presidente da Info Educacional, empresa sediada em Belo Horizonte, com filiais em Brasília e Luanda (Angola). Tal empresa e proprietário são citados na Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, sobre o governador José Roberto Arruda (DEM) e seu mensalão no Distrito Federal. A empresa de Alexandre teria “dado” R$60 mil ao secretário de Educação do DF, José Luiz Valente, – há outras versões.

A Info Educacional, repare só a coincidência ou em como o mundo dos fornecedores governamentais é minúsculo, teve toneladas de software comprados pela FDE, de 2003 a 2006 – os anos dourados das compras desses produtos. A fornecedora entrou nos negócios do Estado de SP pela fantástica porta da inexigibilidade de licitação.

O software em questão foi o Virtus – Módulos Básico, Intermediário e Avançado – de Língua Portuguesa, de Matemática e de Língua Inglesa, serviu para dois projetos educacionais da FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação): Trilha de Letras e Números em Ação – de Português e Matemática, respectivamente, desenvolvidos pela equipe da gerência de informática pedagógica da FDE, a pedido da Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas (CENP) da Secretaria de Estado da Educação (fonte). Nomes famosos assinaram os contratos: Tirone Francisco Chahad Lanix (Diretor Executivo FDE: 2003-2005), Alexandre Ortelan dos Passos (Diretor Técnico – 2006), Milton Dias Leme (Diretor de Tecnologia da Informação – 2006).

Pelo que se pode apurar nos labirintos do Diário Oficial de SP, foram feitos os seguintes contratos e pagamentos ao Mineirinho:

    * 31/1050/03/04 (13/dezembro/2003) e 31/1125/03/04 (18/dezembro/2003), pelos quais foi paga a quantia de R$2.100.000,00 + R$307.500,00, respectivamente (16/janeiro/2004), sendo depois cancelados os pagamentos em 23/janeiro/2004.

    * Em 30/abril/2004 são pagos R$307.500,00 para o contrato 31/1125/03/04.

    * 31/0774/04/04, lançado em 28/julho/2004. Em 5/agosto/2004, a FDE paga R$3.024.000,00.

    * 31/0173/05/04, lançado em 21/abril/2005. Em 10/maio/2005 a FDE paga R$3.360.000,00.

    * 31/1994/05/04, lançado em 29/dezembro/2005, mas em 4/janeiro/2006 relançam em DO, pois no dia 5/janeiro o primeiro anúncio é tornado sem efeito. O último pagamento encontrado em DO aparece no dia 19/janeiro/2006, sendo R$4.076.360,00.

    * Total (aparente) entregue à Info Educacional: R$10.767.860,00.

fonte: blog: namarianews.blogspot.com – 30/11/2009

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.