Página na Internet divulga projeto sobre análise de areia das praias paulistas

30/04/2009 13:47:00

Projeto petista

O deputado Carlinhos Almeida postou na internet a página www.areialimpa.com.br, intitulada Eu quero areia limpa. A iniciativa divulga a aprovação, por unanimidade, do Projeto de Lei 130/2008, de sua autoria, que determina à Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) realizar análise da areia de praias litorâneas, de rios e represas do Estado de São Paulo.

A página também tem o objetivo de sensibilizar o governador José Serra. Por meio dela, o internauta poderá enviar e-mails solicitando ao governador que “sancione o projeto para transformar em lei uma prática que vai colocar São Paulo na vanguarda no cuidado com as praias. Será um ato de respeito no Estado de São Paulo tanto ao meio ambiente quanto aos usuários das praias paulistas”. A mensagem ao governador diz que “nosso litoral certamente terá seu turismo fortalecido na medida em que o controle da qualidade da areia estimule o cuidado com sua limpeza. Nossas famílias terão mais tranquilidade em seus momentos de lazer, especialmente em relação à saúde das crianças, as mais expostas aos riscos de contaminação pela areia”.

O projeto de lei determina que a Cestesb avalie a qualidade da areia, tal como já faz com a água. “Os usuários das praias ficarão menos expostos a doenças causadas por bactérias, irritações na pele e parasitas patogênicos, causadores de irritações na pele e mucosas, micoses e infecções intestinais”, diz Carlinhos de Almeida, no site http://www.areialimpa.com.br/.

Conforme o 1º secretário, os dados da qualidade da areia das praias obtidos a partir das análises serão divulgados em boletins e em relatórios anuais publicados na página da internet da Cetesb. A companhia também terá que sinalizar as praias ou trechos indicando a condição da areia, a exemplo do que já faz hoje para informar se a água está própria para banho. Com a análise da areia das praias, concomitante com a da água, os órgãos ambientais do Estado poderão limpar as áreas contaminadas em parceria com as prefeituras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *