Pane na CPTM para o “Expresso Copa” do governo Alckmin

01/07/2014

Pane do governo Alckmin

Pane na CPTM pára o “Expresso Copa” do governo Alckmin

Após 40 minutos parados em uma composição entre as estações Brás e Luz, os passageiros da CPTM decidiram dar um basta na espera, quebrando vidros e descendo na via em protesto; a linha funciona como o “Expresso da Copa”.

Torcedores argentinos sentiram na pele o que já é rotineiro para o paulistano que usa transporte público. Uma falha em uma das composições da linha 11 – Coral da CPTM, a mesma que funciona como o “Expresso da Copa”, ligando a estação da Luz à Guaianases, apresentou problemas na manhã desta terça-feira (1/07).

Por volta das 8h20 o trem parou na via, entre as estações Brás e Luz, e lá ficou por cerca de 40 minutos. Cansados de esperar sem obter respostas, os passageiros quebraram os vidros da composição e desceram para os trilhos em forma de protesto. Por conta da presença das pessoas na via, a operação da linha teve que ser paralisada.

Além dos usuários brasileiros e trabalhadores, havia também entre os passageiros torcedores da argentina que já se encaminhavam para a Arena Corinthians, onde ocorreu o jogo entre Argentina e Suiça. Em nota, a CPTM informou que o problema se deu por conta de uma falha na no sistema de sinalização entre duas estações, 11 Coral e 12 Safira.

Os usuários foram retirados da via, depois de 40 minutos de operação suspensa o problema foi parcialmente solucionado às 9h30, o que atrasou a operação do Expresso da Copa. A CPTM é administrada pelo Governo Alckmin e já apresentou neste ano inúmeras falhas prejudicando milhares de pessoas e causando revolta nos usuários dos trens de São Paulo.(rm)

(com informações do SpressoSP)

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.