Pedágios do governo Serra em debate na Jornada de Mobilização

03/03/2010 14:27:00

Mazelas tucanas

Na sexta-feira (5/3), ocorre na sede do Diretório Nacional do PT (Rua Silveira Martins, 132, Metro Sé), em São Paulo, às 11 horas, a segunda reunião da Jornada de Mobilizações e Lutas organizada pelo PT e sindicalistas petistas da CUT (Central Única dos Trabalhadores). A reunião contará com a presença de coordenadores das Macros Regionais do PT-SP e de representantes petistas das Subsedes da CUT-SP.

A proposta da Jornada é denunciar para a população paulista os principais problemas das gestões PSDB/DEM no Estado, capacitar a militância para o embate e fazer um contraponto das políticas do governo federal e do governo tucano. Durante o encontro serão apresentados dados sobre a situação do pedágio no estado, primeiro tema a ser discutido pela Jornada, e terá o objetivo de subsidiar a militância.

Segurança; Saúde; Educação e Meio Ambiente/Energia também estão na pauta. Os debates regionais ocorrerão de 29 a 31 de março, e devem acontecer nas Câmaras Municipais e em espaços públicos. O ato de rua foi marcado para o dia 1º de abril.

Diagnóstico petista

Segundo estudo realizado pela Assembléia Legislativa de São Paulo, existem 225 praças de pedágios no estado. A pesquisa aponta que a prática do governo tucano utilizada no setor de transporte foi o baixo nível de investimentos realizados desde 1995 e a utilização da malha rodoviária para fazer caixa por meio de concessões onerosas. Só o governo Serra instalou 82 praças.

Para o secretário sindical do PT, Ângelo D´Agostini, a política não é nova, vem desde FHC e foi aprofundada pelo governo Serra. “A cada 30 km paga-se pedágio e com valores superiores aos federais e, além disso, incluiu a cobrança para as motocicletas”. Segundo ele, a sistemática usada pelo governo estadual é tentar enganar a população, ao diminuir o preço de alguns pedágios, construindo novos em curta distância. “Ou seja, são dois pelo preço de um”, denunciou.

A Jornada de Mobilização e Lutas é resultado de um Seminário realizado entre o PT e os sindicalistas petistas da CUT, em 2009, com o objetivo de mobilizar os militantes para a construção de um projeto alternativo para o estado de São Paulo.

Regiões onde serão realizados os debates

·  Capital

·  ABC

·  Guarulhos

·  Osasco

·  Alta Paulista

·  Araçatuba

·  Baixada Santista

·  Bauru

·  Campinas

·  Itapeva

·  Jundiaí

·  Marilia e Ourinhos

·  Mogi das Cruzes

·  Mogiana

·  Noroeste Paulista

·  Presidente Prudente

·  Ribeirão Preto

·  São José do Rio Preto

·  Sorocaba

·  Vale do Paraíba

·  Vale do Ribeira

fonte: www.pt-sp.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.