Penitenciárias recém-inauguradas já estão superlotadas

03/06/2013

Caos

Penitenciárias recém-inauguradas no Estado de São Paulo já estão superlotadas, como as de Cerqueira César, a 291 km da capital, inauguradas há menos de quatro meses.

Dados da secretaria estadual da Administração Penitenciária revelam que em São Paulo já há quase dois presos por vagas. São 205 mil detentos onde caberiam 105 mil.

O Estado tem 37% da população carcerária do Brasil. E tem uma taxa de 486 detentos por 100 mil habitantes. No país, a taxa é de 287.

A falta de estrutura para que presos façam a progressão de regime –do fechado para o semiaberto, por exemplo, é um dos motivos apontados por especialistas para essa superlotação.

Em 36 presídios a superlotação é pior do que a que havia no Carandiru, que chegou a ter 8.000 detentos em 3.500 vagas -2,3 presos por vaga.

Hoje, os presídios que mais preocupam são os CDPs (Centros de Detenção Provisória) 4 de Pinheiros, com 3,6 detentos/vaga, e de Santo André, com 3,5.

O complexo formado pelos quatro CDPs de Pinheiros tem sido chamado de “novo Carandiru”. Nele, estão detentos vinculados à facção criminosa PCC, estupradores e rejeitados por outros criminosos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.