Petistas querem ouvir ex-diretor da CPTM

17/10/2013

Propina

Os deputados Antonio Mentor, Alencar Santana Braga, Gerson Bittencourt, Geraldo Cruz e José Zico Prado protocolaram nesta quarta-feira (16/10) requerimento nas comissões de Transportes e de Infraestrutura convidando João Roberto Zaniboni , ex-diretor da CPTM, para prestar esclarecimentos a respeito de denúncias sobre o recebimento de propina para favorecimento em licitações do cartel Siemens-Alstom.

Reportagem veiculada pelo Jornal Nacional em 15 de outubro aponta que o ex-diretor da CPTM, durante os períodos dos governos de Mario Covas e Geraldo Alckmin, recebeu mais de US$ 800 mil em uma conta na Suíça no período.

Nessa mesma época, Zaniboni assinou cinco contratos de aditamentos com as multinacionais acusadas de integrar o cartel de trens. Os aditamentos elevaram gastos da estatal em R$ 11,6 milhões, em valores da época.

Executivos da Siemens

Os mesmos deputados petistas, além do deputado tucano Carlão Pignatari, assinaram requerimento convidando os ex-executivos da Siemens que firmaram o acordo de leniência junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica –CADE, Daniel Mischa Leibold, Everton Rheinheimer, Jan-Malte Hans Jochen Orthmann, Nelson Branco Marchetti, Newton José Leme Duarte e Peter Andreas Gölitz, e o atual presidente da Siemens no Brasil, Paulo Ricardo Stark, para prestarem esclarecimentos à Comissão de Transportes sobre a formação de cartel entre as empresas e a corrupção ativa e passiva praticada nas licitações e contratos do sistema metroferroviário paulista.

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.