Petistas querem ouvir secretário sobre as mudanças na CDHU

14/08/2007 17:40:00

HABITAÇÃO

Os deputados petistas Enio Tatto e Mario Reali, aprovaram em 14/08, na Comissão de Finanças e Orçamento da Assembléia o requerimento para o Secretário Estadual da Habitação Lair Krähenbühl, participar de uma audiência pública sobre a reorganização e a execução orçamentária da CDHU, diante das denúncias de irregularidades na gestão da empresa.

A CDHU tem um orçamento de aproximadamente R$ 1 bi e São Paulo tem um déficit habitacional de 1,6 milhões de moradias.
Ao longo da administração tucana no Estado, a CDHU foi composta por uma estrutura administrativa, de 11 escritórios regionais distribuídos pelo interior do Estado. A reestruturação proposta pelo governo José Serra, reduzirá para 6 escritórios regionais. O fechamento dos escritórios de Araçatuba, Araraquara, Marília, Taubaté e Presidente Prudente, prejudicarão os mutuários da CDHU, que terão que se locomover para as seguintes cidades: Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Bauru.

Atualmente os escritórios são operados por 147 funcionários da CDHU e o governo quer reduzir para 86. Segundo o governo esses escritórios fechados serão transformados em núcleos de atendimentos em unidades do PoupaTempo, a serem instalados nestas cidades.

Os deputados petistas querem informações sobre os critérios adotados para esta nova configuração da CDHU e os impactos com a redução de 40% do funcionalismo. Os trabalhadores da CDHU protestam contra o enxugamento nas regionais e denunciaram a sinalização de terceirização do atendimento da Companhia.
O deputado Cido Sério protocolou recentemente uma moção de apoio aos trabalhadores da CDHU e condenou a ação do governo de buscar um bode expiatório para responder pelas corrupções e irregularidades praticadas na Companhia desde que os tucanos assumiram a condução do Estado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.