PM fere líder do MST em Limeira

29/11/2007 17:06:00

Violência Policial

 

 

O líder do Movimento dos Sem Terra – Gilmar Mauro, e outras pessoas foram feridos por balas de borracha, hoje 29/11, pela Tropa de Choque durante ação de despejo de 250 famílias integrantes do acampamento Elizabeth Teixeira, no Horto Florestal Tatu, no município de Limeira.

A PM cumpre mandado de reintegração de posse determinado pela Justiça em benefício da Prefeitura de Limeira, administrada pelo prefeito Sílvio Félix da Silva (PDT), que tem interesse que fazer um aterro sanitário na área. O acampamento está dentro do Horto Florestal que pertencia à antiga Rede Ferroviária Federal. Os cerca de 700 hectares que compõem toda à área pertence atualmente à União.

 

O líder do MST Gilmar Mauro passa bem, mas chegou a perder um pedaço da orelha, “Foi uma violência fora do comum, vieram para cima da gente. Depois da primeira bomba de gás, nós recuamos e não imaginávamos que viriam para cima. Primeiro, levei um tiro de borracha na barriga que não me perfurou, depois enquanto corria, senti um calor na orelha, quando pus a mão, percebi que estava sangrando”.

De acordo com Cláudia Praxedes, dirigente estadual do movimento que também estava presente, informou que além dos policiais não dialogarem com os sem-terra, ignoraram padres, representantes de conselhos tutelares e da Pastoral da Criança. “Após a violência, negaram o socorro às pessoas feridas por eles”, conta Cláudia.

O deputado petista Hamilton Pereira foi para o local intermediar um processo de negociação entre os acampados, Incra e a prefeitura.  

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *