PMs sob mira do crime organizado

25/09/2012

Caos em SP

PMs sob mira do crime organizado

Apenas neste mês, quatro PMs que atuavam no interior do Estado foram alvo de atentados. A última vítima foi um soldado baleado em um posto de combustível quando fazia “bico” em uma lotérica, ontem 24/9, na cidade de Ribeirão Preto.

Segundo o promotor de Justiça Aroldo Costa Filho, o caso pode ter relação com a execução de outros policiais militares no interior do Estado. Nos dias 11, 14 e 15 deste mês, três PMs foram assassinados em Piracicaba, São Carlos e Araraquara.

Costa Filho disse à imprensa que há suspeita de que uma facção criminosa estaria determinando a morte dos agentes de dentro dos presídios. “As investigações já indicam responsáveis por esses ataques e a polícia está investigando principalmente aquelas pessoas que estão fora dos estabelecimentos penais, pois aqueles que estão dentro das cadeias já estão identificados”. O promotor não explicou, porém, quais medidas serão tomadas para evitar novos ataques. “Há várias linhas de investigação, mas não vamos adiantá-las para evitar ataques planejados”, afirmou.

O caso

O policial militar, de 33 anos, foi baleado com quatro tiros na tarde de segunda-feira (24) em um posto de combustível no bairro Sumarezinho. Ele estava de folga e trabalhava como segurança particular de uma lotérica que funciona no local.

Segundo informações da Polícia Militar, dois suspeitos chegaram em uma moto e atiraram apenas contra o policial. O agente estava armado e teria revidado, mas foi atingido na perna, no braço e no tórax. Policiais militares recolheram 15 cápsulas no posto de combustível após o agente ser baleado.

O gerente do posto de combustível, Paulo Sérgio da Silva, afirmou que o crime não pareceu uma tentativa de roubo. Segundo Silva, os suspeitos chegaram ao local atirando diretamente no agente. “Foi um ataque ao policial, não ao posto. Não houve nenhum indício de assalto, nada, foi realmente uma tentativa de execução”.

O policial foi encaminhado para a Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (UE-HC) e passou por uma cirurgia na noite de segunda-feira. Ele permanece internado em estado grave.

* com informações do G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.