Programa falha e pacientes do HC estão sem receber remédio em casa

11/01/2013

Desgoverno Alckmin

Programa do governo Alckmin falha e pacientes do HC estão sem receber remédio em casa

Três meses após o Hospital das Clínicas, mantido pelo governo do Estado, mudar a empresa que fazia a entrega de remédios pelo programa Medicamento em Casa, alguns pacientes ainda estão sem recebê-los, o que os obriga a ir até a unidade pessoalmente ou a comprar os produtos.

Em outubro do ano passado, a imprensa publico reportagem que já relatava o atraso. Na ocasião, o Hospital das Clínicas informou que o problema era momentâneo e que seria solucionado nas próximas semanas.

Na quinta-feira (10/1), porém, reportagem do jornal Agora encontrou na farmácia do HC pacientes que tiveram que ir ao local porque não estão recebendo os remédios em casa desde outubro.

Era o caso da orientadora social Edna Maziero de Andrade Shibuya, 46. Ela levou duas horas para ir de Mogi das Cruzes (Grande São Paulo) até o HC, ontem, para retirar os medicamentos que a filha toma para a esclerose múltipla.

“Ela chegou a ficar 15 dias sem as injeções em outubro porque a entrega atrasou e não tínhamos como comprar. Cada uma custa R$ 400 e ela toma 15 por mês”, afirmou.

Após uma hora e meia de espera, Edna conseguiu retirar as injeções na farmácia.

Moradora de Osasco, também na Grande São Paulo, a doméstica Marinalva Brito, 57, teve que faltar ao trabalho ontem para buscar os remédios para o glaucoma. Ela não recebe os medicamentos em casa desde outubro.

No mês passado acabei comprando. Gastei mais de R$ 300″, disse ela.

Na farmácia, os funcionários informavam que a entrega estava sendo normalizada, mas que não sabiam quando todos os pacientes cadastrados voltariam a receber os remédios em casa.

O Hospital das Clínicas afirmou que o programa Medicamento em Casa “está funcionando”, mas não informou quantos dos 70 mil pacientes cadastrados no programa ainda estão sem receber os remédios em casa.

*com informações do jornal Agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *