Promotor sugere delegacias especializadas para casos de pedofilia

25/05/2010 16:36:00

CPI da Pedofilia

 

A CPI da Pedofilia ouviu nesta terça-feira (25/5) o promotor de justiça José Carlos Blat, que expôs estudo sobre o perfil desse tipo de criminoso. Segundo ele, o pedófilo geralmente é homem, de personalidade tímida, que se sente incapaz de obter satisfação sexual com mulher adulta. A maioria é casada e a diferença de idade entre a vítima e o agressor é de aproximadamente 15 anos.

De acordo com Blat, as relações, na maior parte das vezes, são homossexuais, de homens com meninos. Essa afirmação foi contestada pela deputada do PT Beth Sahão, relatora da CPI. “Conforme ouvimos de outros especialistas nessa CPI, a maioria dos casos acontece com meninas”, afirmou a deputada. O promotor se desculpou dizendo que o estudo era de 1999, com base em casos investigados, e talvez não refletisse a realidade atual.

Blat fez uma série de sugestões preventivas e repressivas para os casos de pedofilia. Para ele, é de fundamental importância que o atendimento às vítimas seja feito por uma equipe multidisciplinar, tanto na fase pré-processual quanto na fase processual. “Investigadores, promotores e juízes não são especialistas e não sabem como abordar a vítima. Além disso, essas equipes multidisciplinares poderiam perceber possíveis distorções, casos em que adultos induzem crianças a acreditarem em situações de abuso”, sugeriu o promotor.

Outra sugestão foi a criação de delegacias especializadas nesse tipo de atendimento, assim como de salas especiais para oitiva de vítimas, varas especializadas e grupos especiais no Ministério Público. O promotor também propôs uma maior fiscalização nas lan houses, casas de prostituição e sites de prostituição.

O deputado José Bruno, que preside a CPI, lembrou que, em 2008, solicitou ao governo do Estado a criação de delegacias especializadas em crimes de pedofilia, mas que, até agora, “nada aconteceu”.

A próxima reunião da CPI acontecerá no dia 10 de junho, às 11h.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.