PT apresentará mais dados sobre o esquema Alstom e tucanos

30/05/2008 14:24:00

Caso Alstom

Crédito:

 

Os pagamentos de propina a tucanos, efetuados com base em trabalhos de consultorias fictícias, serão alvo de investigações por um meio de uma bateria de ações dos deputados petistas da Assembléia Legislativa, que envolvem o TCE, Ministério Público e secretarias de Estado, já no início da próxima semana. 

Segundo notícias publicadas pelo jornal O Estado de São Paulo, os investigadores suíços apontam o pagamento  de R$ 13, 5 milhões, feitos supostamente pela Alstom, para agentes do governo tucano em troca de assinatura de contratos com o governo do Estado, no período de 1998 a 2001.

Na avaliação do líder do PT na Assembléia, Roberto Felício, as notícias vêem consolidar as denúncias do PT de suspeitas de irregularidades e fraudes, executadas pela administração tucana no Estado de São Paulo e, daí, a necessidade de ser instituída uma CPI na Assembléia para investigar o caso. 

A Base do governador José Serra, na Assembléia, tem barrado as possibilidades de investigação e, nesta semana, derrubaram o requerimento de convocação do Secretário de Transportes, José Luiz Portella, e do presidente do Metrô, José Jorge Fagali.  

Recentemente a Bancada do PT apresentou, numa entrevista coletiva, a relação dos 139 contratos firmados entre a Alstom e o governo de São Paulo num total de R$ 7, 6 bilhões, sendo que seis, que totalizam R$ 1,3 bilhão, foram julgados irregulares pelo TCE.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.