PT cobra transparência e regionalização do Orçamento 2013 do Estado

30/10/2012

Falta de Transparência

PT cobra transparência e regionalização do Orçamento 2013 do Estado

O acolhimento das propostas e sugestões apresentadas pela população nas audiências públicas do Orçamento 2013 e os mecanismos de acompanhamento da execução e fiscalização foi foco das divergências entre os deputados da base do governo Alckmin os integrantes petistas da Comissão de Finanças e Orçamento da Assembleia Legislativa de São Paulo.

Os deputados discutiram o relatório apresentado pela presidência da Comissão, hoje efetuada pelo PSDB. O documento elenca relação de ações do governo, mas sem a discriminar qual região administrativa será contemplada, qual cidade e nem quando.

O formato desse material foi outro componente das discussões entre os parlamentares, da situação e oposição. Os petistas questionaram a falta de transparência e apontaram as dificuldades do Legislativo em fiscalizar e acompanhar as execuções dos projetos e ações do governo do Estado.

Os governistas alegaram que o Executivo é quem tem a expertise de identificar, quando e onde são necessários os investimentos do Estado.

“ Nós vamos continuar cobrando do governo Alckmin mecanismos de descentralização do Orçamento e transparência”, destacou Luiz Claudio Marcolino no processo de discussão.

Nos mesmos moldes seguiu Simão Pedro, também integrante da Comissão protestou, “ eu fico contrariado com o que foi apresentado aqui, é um retrocesso em relação às discussões e avanços anteriores. A aplicação de qualquer política pública, programa e ou ação do Estado, o Poder Legislativo e a sociedade tem o direito de saber onde,em qual região, cidade, como e quando será implementada, cobrou Simão Pedro.”

Diante ao impasse foi deliberado que a Comissão deverá se reunir na próxima terça- feira, quando analisará as alterações que o presidente se comprometeu a apresentar aos integrantes, com a possibilidade de contemplar algumas das sugestões apresentadas, pelos deputados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.