PT critica anulação da reunião de líderes

21/03/2007 13:50:00

O líder da Bancada do PT deputado Simão Pedro protestou em 20/3, o cancelamento da reunião do colégio de líderes, anunciada pelo presidente da Assembléia.

Tradicionalmente todas as terças- feiras os líderes partidários reúnem -se para discutir e definir a pauta de ações do Parlamento. Esta nova legislatura iniciada em 15/03, já tem oito pedidos de CPIs protocolados,sendo que o primeiro pedido foi da CPI da Eletropaulo,de autoria do deputado Antonio Mentor .

Para o líder do PT deputado Simão Pedro outra questão que deve ser definida nos próximos dias é a composição das comissões temáticas permanentes. Os deputados petistas defendem a aplicação da proporcionalidade na condução da direção das Comissões, que deverá ser baseada no número de deputados eleitos, – o que dá ao PT a condição de segunda maior Bancada. As comissões de Finanças e Orçamento e Constituição e Justiça, são os alvos principais da Bancada petista .

Neste primeiro dia de debates o plenário da Assembléia foi palco calorosas discussões entre integrantes do governo e da oposição, ainda na pauta da Casa aconteceram também repercussões da denúncia publicada em 20.03, pelo jornal Diário de S.Paulo- Governo pagou R$ 80 milhões a ONG em contratos sem licitação.

Segundo a reportagem 60 contratos foram firmados entre a Uniemp- Fórum Permanente das relações Universidade- Empresa, fundações e órgãos ligados a 16 secretarias, numa operação de sub-contratação de entidades para executar os serviços.

O deputado Enio Tatto coletou 27 assinaturas para o pedido de CPI da Uniemp. Segundo Enio o governo está pressionando sua base para que não assine o pedido de CPI. Já o líder Simão Pedro,informou que fará requerimentos de informações as secretarias e assim que as comissões estiverem instituídas encaminhará o pedido de convocação dos responsáveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.