PT fará campanha nacional pela reforma política

29/03/2011 15:02:00

Seminário do PT Estadual

 

 

Da assessoria do dep. Rui Falcão

O PT fará uma campanha nacional em defesa da reforma política. O anúncio foi feito pelo presidente nacional do Partido em exercício, deputado Rui Falcão, na abertura de mesa sobre o tema durante o seminário Conjuntura em Debate, promovido pelo Diretório Regional do PT de São Paulo e realizado no último sábado, 26/03, no Sindicato dos Engenheiros, no centro da capital.

“Na reunião do Diretório Nacional no final de abril próximo devemos definir uma campanha nacional pela reforma política”, disse Rui Falcão. De acordo com ele, “o Diretório está sugerindo aos companheiros, principalmente aos parlamentares e às parlamentares, que façam pronunciamentos públicos sistemáticos em defesa das nossas teses”.  Ele conclamou a “que a gente comece desde já, antes mesmo da definição da campanha, a organizar comitês nos estados em defesa da reforma política eleitoral”.

Rui Falcão destacou ainda que “a reforma política é a nossa principal prioridade neste semestre, inclusive cumprindo resoluções do III e IV Congressos que estabelecem alguns pontos e consensos entre nós e que certamente serão aqui aprofundados pelos companheiros e companheiras da mesa”. O primeiro deles é a fidelidade partidária, “importante para a afirmação dos projetos partidários do país, que confronta inclusive com a tese do distritão, que minimiza a importância dos partidos políticos”.

O segundo ponto é o financiamento público de campanhas. “A gente vem defendendo essa tese há muitos anos. É uma maneira de evitar a busca desesperada por recursos, o que nos faz nos aproximar algumas vezes do método de aquisição de recursos dos partidos tradicionais”, observou. O terceiro é o voto em lista pré-ordenada e democraticamente escolhida e o quarto ponto, o fim das coligações proporcionais.

“Evidente que esses são pontos basilares e que eventualmente mais para frente poderão, no contato com outros partidos, sofrer algum tipo de mudança ou de flexibilização. Aliás, esses encontros bilaterais já começaram procurando estabelecer pontos comuns com os partidos com representação no Congresso Nacional”, completou Rui Falcão.

A mesa do seminário que debateu a Reforma Política reuniu figuras expressivas do Partido. Participaram do debate o ex-ministro da Casa Civil do governo Lula, José Dirceu, e os líderes da Bancada e do Governo na Câmara dos Deputados, respectivamente Paulo Teixeira e Cândido Vaccarezza. A medição foi do secretário de Comunicação do Diretório Regional, Aparecido Luiz da Silva (Cidão).

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.