PT quer CPI da Máfia do Asfalto

23/05/2013

Investigação

Bancada do PT apresenta pedido de CPI da Máfia do Asfalto

Com a finalidade de investigar a possível participação de agentes públicos estaduais no favorecimento a empresas, relacionadas na Operação Fratelli, em licitações do governo do Estado por intermédio do DER, DAESP, CODASP, SABESP e CESP, a Bancada do PT na Assembleia Legislativa de SP iniciou coleta de assinaturas a um pedido de CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito.

Segundo o líder petista, deputado Luiz Claudio Marcolino, “as empresas do Grupo Scamatti, entre elas a Demop, seriam utilizadas para dar uma aparência de legitimidade aos processos licitatórios e contratuais”.

Fatos revelam que a denominada “máfia do asfalto”, com a atuação no interior paulista, se infiltrou no DER no período de 2008 a 2010. A quadrilha mantinha contatos frequentes com engenheiros do DER, além de acesso a informações privilegiadas.

‘É importante que sejam investigados os pagamentos que somam mais de R$ 600 milhões realizados pelo governo paulista, por intermédio do DER, DAESP, CODASP, SABESP e CESP, à Demop e outras empresas do Grupo Scamatti”, enfatiza Marcolino.

Segue em anexo a íntegra do pedido de CPI.

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.