PT quer mais repasses para as universidades na LDO

30/06/2016

LDO

Na tarde desta quarta (29/6), os deputados da Bancada petista Beth Sahão, Marcia Lia, Ana do Carmo, Teonílio Barba e João Paulo Rillo debateram, junto com sindicatos, movimentos e entidades estudantis, emendas para a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano de 2017 e que podem efetivamente salvar o desmonte provocado na Educação pelo governo do Estado.

O debate foi realizado dentro da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento, logo após a leitura do relatório governista da LDO e do voto em separado do PT.

Além dos parlamentares membros da Comissão, o debate foi feito com cerca de mil estudantes, professores, representantes de sindicatos de servidores ligados à Educação e movimentos estudantis que vivem na pele diariamente todo o sucateamento dos campus e centros técnicos. “Aproveito para fazer um apelo aos deputados e deputadas aqui presentes, peço que os senhores incluam na LDO nossas emendas, caso contrário, e no nível de frangalhos que as universidades estão, acredito que se isso não se concretizar agora, levaremos décadas para reconstruir esses espaços” concluiu Paulo Centoducatte, coordenador do Fórum das Seis, organização ligada à Adusp, Associação dos Docentes da Universidade de São Paulo.

Centoducatte apresentou as emendas do Fórum, que são as mesmas apoiadas e também expostas pelos deputados da Bancada do PT. Os parlamentares petistas prometeram obstruir a votação, caso não sejam apresentados sinais de aprovação dessas emendas e não haja avanço no financiamentos de recursos para a melhoria da educação nas universidades públicas e no Centro Paula Souza.

Como a base é maioria na Casa, o relatório apresentado pelos governista foi aprovado na Comissão. Apesar de pautado no plenário, a Bancada do PT obstruiu. Nesta quinta (30/6), a LDO deve ser discutida em plenário.

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.