PT questiona participação de empresas do cartel em obras do Estado

23/10/2013

Operações de crédito

A Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa discutiu na tarde desta quarta-feira (23/10) o PL nº 615/13, de autoria do governador, que autoriza o Poder Executivo a contratar operações de crédito para mobilidade urbana.

Entre os projetos apresentados estavam o plano da Linha 9 da CPTM (Grajaú / Varginha), complexo viário de Itaquera e duplicação e melhorias em estradas estaduais.

Deputados do PT questionaram custos, prazos e idoneidade das empresas que participarão das obras ou serviços.

O deputado Antonio Mentor perguntou que cuidados estavam sendo tomados para que sejam evitadas denúncias, como as que surgiram no Rodoanel, na Marginal ou, mais recentemente, nas licitações da CPTM e do Metrô.

O superintendente do DER, Clodoaldo Pelissioni, disse que para isso eles estão investindo na contratação de projetos.

Os deputados Alencar Santana Braga e Gerson Bittencourt também perguntaram que precauções existem com relação às empresas envolvidas no cartel denunciado pela imprensa.

A CPTM declarou apenas que está “sensível à questão”. “Mais ainda não estamos no momento de confecção do edital”, afirmou Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro, da CPTM.

Alencar perguntou se o Complexo Viário de Itaquera ficará pronto até a Copa, e o representante da Dersa, Evandro Biancarelli, disse que sim, reafirmando o compromisso do governo.

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.