PT vai à Justiça contra Alckmin por omitir gravidade da crise da água

24/10/2014

Nota

Líder do PT vai à Justiça contra governo Alckmin por omitir gravidade da crise da água

A Liderança do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo vai entrar com representação ao Ministério Público para que investigue ato de improbidade do Governador Geraldo Alckmin e do Secretário de Saneamento e Recursos Hídricos, Mauro Arce. Os dois foram omissos com a população em não esclarecer a gravidade da crise da água que afeta principalmente as regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas.

Áudio vazado pela imprensa comprova isso quando a presidente da Sabesp, Dilma Pena, reconhece que a população deveria ter sido alertada sobre a crise hídrica para que economizasse água.

No áudio, a presidente afirma que “por orientação superior, a Sabesp tem estado muito pouco na mídia, acho que é um erro. Nós tínhamos que estar na mídia, com os superintendes locais, nas rádios comunitárias, Paulo falando, eu falando, o Marcel falando, todos falando, com um tema repetido, um monopólio: Economia de Água. Cidadão, economize água. Isso tinha de estar reiteradamente na mídia, mas nós temos de seguir orientação, nós temos superiores, e a orientação não tem sido essa. Mas é um erro”.

A representação ao Ministério explica que os superiores a que se refere a presidente da Sabesp são o Governador e o Secretário Mauro Arce, únicas autoridades na hierarquia a quem Pena responde.

Estamos alertando há muito tempo que se o governo paulista não tivesse sido omisso, hoje poderíamos passar pelo período de seca com menos problemas. Lamentamos que o Governador continue com uma postura irresponsável perante a população, sem alerta-la da gravidade da crise instalada e que pode causar sérios danos à vida das pessoas, com impactos na saúde pública, na economia, com risco de desemprego, e no meio ambiente. Na realidade há vários meses a população enfrenta falta de água e continua ouvindo das autoridades do governo que não há racionamento e que teremos água até o próximo período de chuvas.

A Bancada reitera que continuará a defender os interesses da população paulista cobrando responsabilidade e ações do governo do Estado na solução dessa crise.

Deputado João Paulo Rillo
Líder da Bancada do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.