Radar meteorológico do Estado é obsoleto

05/12/2011

Chuvas

Às vésperas da temporada de chuvas, o próprio governo estadual avalia como obsoleto o radar meteorológico que opera em Salesópolis.

Instalado em 1989, esse aparelho prevê chuva em determinada região, mas não pode ter precisão maior.

O investimento público no setor está atrasado. O governo do Estado ainda tenta finalizar a compra de um novo radar. O novo aparelho deverá ser feito por uma empresa do Reino Unido, que venceu a disputa. Ao custo de R$ 8 milhões, deverá ficar pronto apenas em 2012.

O equipamento mais moderno para fazer previsão do tempo na Região Metropolitana de São Paulo hoje é totalmente privado -ele rastreia as nuvens e pode apontar em que rua irá chover.
Com tecnologia nacional, o equipamento custou R$ 8 milhões e vai enfrentar a sua primeira temporada de chuvas baseado em Mogi das Cruzes (Grande São Paulo).

Todo o projeto demorou um ano e meio. Financiado pela Porto Seguro, que usa as informações para reduzir prejuízo com veículos levados pelas águas, o radar nasceu de uma parceria da Somar Meteorologia com a Atmos, uma das duas montadoras destas máquinas no país.

A grande novidade do sistema privado, segundo a Somar, é poder prever a chuva com antecedência de uma hora e meia a 30 minutos. Pode prever, inclusive, se haverá queda de granizo ou não. É possível ver em um bairro quais avenidas e ruas serão as mais atingidas.

Fonte: jornal Folha de SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.