Região do ABCD lidera discussão sobre PAC em São Paulo

13/04/2007 16:00:00

Crédito:

Dilma Roussef

Deputados estaduais petistas participam de evento que discutiu os impactos do Programa de Aceleração de Crescimento na Região do ABCD, nesta sexta-feira, 13/4 em São Bernardo. Estiveram os deputados petistas; Simão Pedro, líder da Bancada, Vanderlei Siraque, Donisete Braga, Ana do Carmo, Mario Reali e Rui Falcão, cerca de 500 pessoas acompanharam as discussões.

O deputado Simão Pedro destacou a importância do debate e afirmou que a “Região do ABCD saiu na frente no Estado com um debate de conteúdo e impulsionou o PAC em São Paulo, garantindo um evento com lideranças pluripartidárias, jornalistas e empresários”.

O debate sobre o “Impacto do PAC no ABCD”, foi promovido pelo jornal “ABCD Maior” para expor às lideranças políticas e empresariais os benefícios que podem vir com o Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal, a primeira palestra foi com a ministra Chefe da Casa Civil, Dilma Roussef. Com relação às realizações do programa, a ministra afirmou que “das obras rodoviárias previstas no Programa de Aceleração do Crescimento para a Região Sudeste, o Rodoanel é prioridade”.

Entre os debatedores da segunda mesa de debate do PAC, estavam a sub-chefe da Casa Civil, Miriam Belchior, o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia, presidente da Anfavea, Rogelio Golfarb, gerente da Fundação ABC, Antonio Nelson e coordenada pelo prefeito de Rio Grande da Serra e presidente do Consórcio Intermunicipal, Kiko Teixeira, que apresentaram os investimentos do PAC nas áreas de infra-estrutura e logística.

“O governo investirá 1,2 bilhão a mais para concluir as obras do Rodoanel. O término das obras melhorará a qualidade de vida no ABCD e diminuirá a sobrecarga de caminhões pelas cidades”, comentou Miriam Belchior. E acrescentou “o PAC veio para mudar o patamar de crescimento do país com redução da desigualdade”.

Já Arlindo Chinaglia disse que “o PAC representa a primeira estratégia de investimentos globais em infra-estrutura e planejamento do país”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.