São Carlos e Piracicaba ressaltaram problemas em áreas geridas pelo Estado

10/08/2009 18:02:00

Orçamento 2010

 

As regiões de São Carlos (às 10h) e de Piracicaba (às 16h) realizaram audiência publica para debater e apresentar reivindicações ao Orçamento do Estado para 2010, nesta segunda-feira (10/8). As audiências contaram com as presenças dos deputados do PT, Enio Tatto e Roberto Felício.

São Carlos: manutenção de vicinais é uma das principais reivindicações da região

“As prioridades do governo se reflete em seu Orçamento. Desta forma, não podemos deixar de fazer críticas aos seguidos governadores tucanos que não conseguem reduzir os problemas da população. Exemplos disso são a calamidade em que se encontra a Educação e a Saúde no Estado de São Paulo”, salientou o deputado Enio Tatto na abertura da audiência pública do Orçamento de 2010, realizada na Câmara Municipal de São Carlos.

No debate, que contou com a participação de representantes dos poderes executivo e legislativo de vários municípios da região (Ibitinga, Araraquara, São Carlos, Itápolis, Nova Europa, Ribeirão Bonito, Porto Ferreira, Matão, Mutuca e Tabatinga), foram apresentadas reivindicações para as mais diferentes áreas, como mais verbas para as Santas Casas da região, manutenção de vicinais, construção de novas escolas estaduais e valorização do funcionalismo.

O prefeito de São Carlos, Oswaldo Batista Duarte Filho (Barba), ressaltou que sua gestão está promovendo o Orçamento Participativo no município e que o mesmo deveria ser feito pelo governo do Estado, “uma vez que a população tem o direito de decidir, junto com o governo, o que deve ser feito com o dinheiro do imposto arrecadado”, explicou o prefeito.

Oswaldo também apresentou as principais reivindicações que gostaria de ver atendida na peça orçamentária estadual para o próximo ano: construção das pontes sobre o Rio Mogi ligando São Carlos a Luiz Antonio e o distrito de Santo Eudósio até Descalvado; duplicação da rodovia até Ribeirão Preto; ampliação do aeroporto local e um suporte para recapear parte das vias públicas do município.

A representante da Apampesp, Aracy Dias Mendes, ao lado de várias companheiras professoras aposentadas e pensionistas do Estado, explicou a difícil situação em que se encontram os servidores inativos, que vem seus benefícios reduzidos ano-a-ano sem que o governo estadual estabeleça uma política de reposição salarial.

Carlos Nascimento, vereador de Araraquara, também destacou a questão da segurança pública e propôs a implantação do OCA – Orçamento Criança, em âmbito estadual. 



Piracicaba: enfatiza preocupação com educação e rodovias

O deputado Roberto Felício, que representou a Bancada do PT na audiência pública do Orçamento/2010, realizada em Piracicaba, explicou que as audiências são uma conquista da Bancada dos deputados do PT na Assembleia Legislativa e cumprem a tarefa de possibilitar que a população possa influenciar na elaboração do Orçamento do Estado, mesmo que ainda de uma forma, ainda indireta. No entanto, segundo o deputado, a Bancada petista continua no esforço para a implantação do orçamento participativo estadual, modo pelo qual poderá ter a efetiva participação da população no destino do dinheiro público.

Felício ressaltou a importância da cidade de Piracicaba ter um anel viário, para aliviar o tráfego intenso e pesado em estradas não duplicadas na região. Ele lembrou, também, que uma luta de 20 anos da cidade ainda continua atual, que é a duplicação da Rodovia do Açúcar, onde apenas 12 quilômetros foram duplicados.

O vereador Cavalcante (Piracicaba) reivindicou, além da construção de um centro clínico pediátrico, maior segurança nas escolas, por meio do monitoramento de câmaras, e a instalação de uma escola técnica para o distrito de Santa Terezinha que atenderia a todos os municípios vizinhos.

Com relação ao ensino técnico, a diretora do Sindicato dos Trabalhadores do Centro Paula Souza, Margarete  Angeli, solicitou mais investimentos para o ensino técnico e tecnológico e a valorização de professores e funcionários. Ela informou que desde 1996 a categoria deixou de contar com processo de evolução funcional e a terceirização acabou por precarizar o ensino nas novas unidades de ensino, pois os funcionários interrompem os trabalhos a cada três meses.

Fátima Maria, vereadora de Cordeirópolis, falou da necessidade da construção de um anel viário que beneficiaria as cidades de Cordeirópolis e Santa Gertrudes. José Maria Cancelliero, representante do Centro do Professorado Paulista, falou da falta de convênios do Iamspe na área de saúde, o que prejudica milhares de servidores estaduais que necessitam de atendimento médico, principalmente no interior do Estado. O prefeito de São Pedro, Eduardo Modesto, reivindicou a ampliação da rede de saneamento básico e o vice-prefeito de Saltinho, Amarildo de Jesus Firmino, lembrou a situação precária de abastecimento de água em sua cidade. Josias Zani, prefeito de Santa Maria da Serra, solicitou a aceleração da implatanção da hidrovia na região.

Participaram da audiência em Piracicaba, munícipes, vereadores e secretários das cidades de: Piracicaba, Santa Maria da Serra, São Pedro, Águas de São Pedro, Charqueada, Cordeirópolis, Saltinho, Anhembi e Rio Claro.

As próximas audiências da Comissão de Finanças e Orçamento da Assembleia acontecem em Osasco, nesta quarta-feira (12/8) e em São José do Rio Preto e Catanduva, sexta-feira (14/8). Todas nas Câmaras municipais das respectivas cidades.

A população pode participar do processo de discussão do orçamento, mesmo sem estar presente. Basta enviar sugestões para a aplicação dos recursos estaduais e propostas de emenda ao orçamento por meio do site da Assembleia: http://www.al.sp.gov.br/ .

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.