São Paulo lança Fórum Estadual dos Movimentos Sociais

18/05/2015

Avanço Social

São Paulo lança Fórum Estadual dos Movimentos Sociais

Há cerca de uma semana foi lançado em São Paulo o Fórum dos Movimentos Sociais do Estado de São Paulo, composto por mais cerca de 50 entidades sindicais, sociais, populares e partidárias.

Mais uma vez, a quadra dos Bancários foi palco de momento histórico de avanço da sociedade paulista com o lançamento deste instrumento de aglutinação, articulação e organização de políticas e ações sociais e políticas para São Paulo, com participação popular.

Rico em representações e adesões o Fórum agrega cerca de 500 lideranças populares, sindicais, sociais e outros tantos que mais recentemente entraram na cena das mobilizações políticas e sociais como o Levante Popular da Juventude, Jornalistas Livres, Mídia Ninja, que se juntaram aos veteranos de luta como a Central Única dos Trabalhadores, Movimento dos Trabalhares Sem Terra, União dos Movimentos Moradia, Frente de Luta Por Moradia, Consulta Popular, Movimentos dos Atingidos por Barragens, Central de Movimentos Populares entre outros.

O Fórum é um espaço que pretende fazer diagnóstico político, econômico e social, articular e promover lutas unitárias no Estado de São Paulo, que há mais de duas décadas é conduzido por sucessivos governos do PSDB que não possibilitam o avanço da participação popular na construção de políticas de inclusão, distribuição de renda, geração de emprego, acesso à moradia, melhorias nas áreas da educação, saúde, segurança pública, para citar algumas áreas, que estão muito aquém da dimensão da demanda represada e das condições do desenvolvimento de São Paulo.

A Bancada dos deputados estaduais também prestigiou o lançamento com vários deputados presentes no Ato do lançamento da entidade.

Participação da Fundação Perseu Abramo

A Fundação Perseu Abramo apresentou no lançamento o Projeto São Paulo, que dividiu estudos, indicadores gerais e análises divididas em seis partes que pretendem oferecer um estudo minucioso sobre o Estado de São Paulo.

O levantamento abarca aspectos históricos, demográficos, econômicos, inclusive com análise do mercado de trabalho, questões sociais educação, saúde, segurança e programas sociais, com o recorte regional.(rm)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.