São Paulo tem o pior índice de acessibiidade entre as maiores capitais do país

30/11/2011

Frente Parlamentar

Crédito: Ass. Imprensa - dep. Marco Aurélio

Deputado do PT lança Frente de Acessibilidade e Mobilidade Urbana

Numa cerimônia pautada pela defesa da cidadania e inclusão, o deputado Marco Aurélio do PT, conduziu na terça-feira (29/11), o lançamento da Frente Parlamentar pela Acessibilidade e Mobilidade Urbana.

O evento contou com a participação de cerca de 100 pessoas vindas de diversas cidades do Estado – Jacareí, São José dos Campos, Taubaté, Santa Branca, Caraguatatuba, Severínia, Ribeirão Pires, Olímpia, Osasco e São Paulo. Boa parte representa entidades que defendem os direitos da pessoa com deficiência.

A Frente Parlamentar pela Acessibilidade e Mobilidade Urbana é coordenada por Marco Aurélio e apoio de 24 deputados estaduais de diferentes partidos – PT, PV, PSOL, PMDB, PSB, PSDB e PPS.
Participaram do lançamento os deputados estaduais petistas Edinho Silva, Gerson Bittencourt, Hamilton Pereira, Simão Pedro e Zico Prado (vice-coordenador da frente). Estiveram também os prefeitos de Jacareí, Hamilton Ribeiro Mota (PT), e de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva (PSDB), o presidente da Câmara de Severínia, Celso da Silva, e o vereador Ovídio Pereira Fernandes, de Santa Branca.

Para falar sobre o tema da acessibilidade e mobilidade urbana, estiveram presentes as secretárias estaduais da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Batistella, a representante da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência, Liliane Garcez, o representante da Secretaria Estadual de Logística e Transporte, Ermes da Silva, o secretário de Administração da Prefeitura de Osasco, Paulo Fiorillo, e o coordenador do Setorial de Mobilidade Urbana do PT, Evaristo Almeida.

Almeida discorreu sobre a situação da acessibilidade e mobilidade no Estado de São Paulo e o estudo do Mobilize 2011, Mobilidade Urbana Sustentável, que oferece um Diagnóstico da Mobilidade Urbana Sustentável em capitais brasileiras.

Dos indicadores constituídos numa escala de 0 a 10, sobre a Mobilidade Urbana Sustentável, as maiores capitais do país, com dados disponíveis, mostra que São Paulo ficou no último lugar, com 2 pontos na classificação de oferta de acessibilidade e mobilidade.Enquanto Rio de Janeiro apresentou 7.9 na oferta de recursos e alcançou o primeiro lugar, ou seja, é a capital que melhor disponibiliza meios de acessos aos seus cidadãos.

Já o deputado Marco Aurélio conclamou os participantes e manterem a motivação para a jornada na conquistas e avanços para a garantia de acessibilidade e mobilidade e lembrou que há dificuldades culturais também a serem superadas. “ Em outros tempos a exclusão das pessoas com dificuldades de locomoção ou outros tipos de dificuldades era tido como uma coisa normal.” Hoje já superamos esta postura e temo muito que trabalhar, lutar e reivindicar para garantir a inclusão de todos”, defendeu o parlamentar.

Veja, em anexo, a íntegra da apresentação sobre a Acessibilidade e Mobilidade Urbana no Estado de São Paulo,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.