Secretaria do Meio Ambiente tem dificuldade de apresentar plano para parque Jurupará

02/06/2009 16:48:00

Uso do parque

Técnicos da Fundação Florestal, ligada à Secretaria Estadual do Meio Ambiente, tiveram dificuldades para apresentar estudo sobre uso público e visitação, desenvolvido para o parque Jurupará. Durante a reunião consultiva realizada no município de Piedade nesta terça-feira, 2/6, representantes de moradores chegaram a propor a interrupção da oficina caso não se discutisse a questão fundiária.

Desde a criação do parque pelos decretos 35.703 e 35.704, ambos de 1992, os moradores que já viviam na região passaram a sofrer com a proibição da entrada de energia elétrica, plantio de subsistência, reforma de casas e até dificuldade de acesso às próprias residências. Para os representantes dos moradores, é impossível se discutir um plano de manejo para o parque sem antes se discutir a questão fundiária.

A continuidade da reunião se deu a partir da informação de que um novo encontro será agendado para apresentação de estudos que estão sendo realizados com base em informações levantadas pelo Itesp (Instituto de Terras do Estado de São Paulo). A informação foi passada pela bióloga Bruna Bianca Pasquini, do núcleo de planos de manejo da Fundação Florestal. Segundo ela, os estudos devem ficar prontos no final do mês de junho e o encontro será “amplamente divulgado”.

O deputado Hamilton Pereira (PT), que também se fez presente na reunião, anunciou que está articulando a tramitação, na Assembleia Legislativa, do Projeto de Lei 482/2008, de autoria do ex-deputado Sebastião Almeida (PT), atual prefeito de Guarulhos, que reclassifica as áreas ocupadas do parque.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.