Secretário de Meio Ambiente desconhece aumento do repasse de águas do rio Pinheiros à Billings

08/02/2011 17:19:00

Descaso

A notícia gerou polêmica em São Bernardo, principalmente porque poderia elevar o nível de poluição da represa

O secretário estadual do Meio Ambiente, Bruno Covas, afirmou desconhecer o teor do projeto que prevê o aumento de até 60% da capacidade de bombeamento das águas do rio Pinheiros para a represa Billings. Segundo Covas, a iniciativa é discutida no Palácio dos Bandeirantes, mas sob a batuta da pasta de Saneamento e Energia. “Só vou opinar quando receber o projeto. Por enquanto, não existe nada concreto”, salientou.

A notícia gerou polêmica em São Bernardo, principalmente porque poderia elevar o nível de poluição da represa. O secretário de Gestão Ambiental da cidade, Gilberto Marson, garantiu que irá questionar as autoridades estaduais competentes sobre a ação. Na visão de Marson, a medida é “unilateral e absurda”. “Essa é uma decisão infeliz porque trata São Bernardo como se fosse a fossa séptica de São Paulo. Não podemos receber a carga de esgoto em função de problema deles”, comentou.

No mês passado, o governador Geraldo Alckmin, autorizou a EMAE (Empresa Metropolitana de Águas e Energia) a implantar mais três bombas no rio Pinheiros, sendo duas na Usina Elevatória de Traição e uma na Elevatória de Pedreira, com a expectativa de aumentar a capacidade de bombeamento do rio Pinheiros para a Billings. A ação faz parte de plano de medidas para conter as enchentes no Estado e deverá ser concluída em dezembro de 2013. O investimento previsto é de R$ 190 milhões.

A EMAE informou que a instalação de novas bombas no rio Pinheiros vai aumentar a disponibilidade e confiabilidade do sistema de bombeamento, que deve estar apto a atuar é épocas de chuva intensa, com risco de enchentes, e que, da mesma forma como ocorre hoje, as águas bombeadas para controle de cheias não passam por qualquer tratamento. Segundo a empresa pública, não haverá aumento da quantidade de água bombeada, mas da confiabilidade do sistema.

*fonte: Repórter Diário Online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.