Sem Cetesb, projeto de mineração é prejudicado

07/05/2013

Em Aparecida e Ubatuba

Sem Cetesb em Aparecida e Ubatuba, projeto de mineração pode estar comprometido na RMVale

Deputado critica fechamento de unidades responsáveis pela fiscalização das áreas de extração de areia nos municípios

Membro da Frente Parlamentar em Defesa do Rio Paraíba do Sul, o deputado estadual Marco Aurélio mostrou preocupação com o projeto do novo Código de Mineração que deve ser encaminhando em breve pelo governo estadual à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

O deputado usou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (7/5) para falar da responsabilidade do Governo de São Paulo de fiscalizar as atividades dos mineradores para que não ocorra a degradação do meio ambiente.

Segundo Marco Aurélio, o argumento dos representantes do governo de que tem capacidade para monitorar as áreas de extração de areia não condiz com a realidade. “A supervisão das áreas é feita pela Cetesb, empresa que foi fechada na cidade de Aparecida e está encerrando seu trabalho em Ubatuba, dificultando o acesso da população ao serviço público”, disse o deputado.

Para Marco Aurélio, o fechamento das unidades, assim como o fim dos bancos Nossa Caixa e Banespa, é resultado de uma política que vai de encontro ao crescimento do Brasil. “A concepção de governo estadual está fechando portas dos serviços públicos, prejudicando a população.”

Prestação de contas – O deputado Marco Aurélio aproveitou o uso da tribuna da Alesp para convidar a população para a prestação de contas do seu mandato, marcada para o dia 23 de maio, às 19h30, na Câmara de Jacareí.

fonte: Ass. Imprensa – dep. Marco Aurélio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.