Seminário avalia disputa política em SP com mais de 300 dirigentes e militantes

15/03/2008 20:01:00

Contra o neoliberalismo

Crédito:

 

O seminário Construção de uma alternativa para o Estado de São Paulo, promovido pela Bancada do PT na Assembléia Legislativa e o Diretório Estadual, reuniu mais de trezentos dirigentes, lideranças e militantes para debater o desafio de vencer o projeto de governo neoliberalista dos tucanos. O seminário aconteceu no sábado (15 de março), na sede do Sindicato dos Engenheiros na Capital.

Leia a seguir matéria publicada no site do Diretório Estadual:

Seminário para avaliar disputa política em SP reúne mais de 300 dirigentes e militantes

Mais de 300 militantes e dirigentes do Partido dos Trabalhadores, de movimentos sociais e sindical reuniram-se durante todo o sábado (15/3) para avaliar a disputa política que se desenrola no estado de São Paulo. O seminário “Construção de uma alternativa para o Estado de São Paulo”, foi organizado pelo Diretório Estadual do PT-SP e pela Bancada do PT na Assembléia Legislativa de São Paulo.

Para o presidente do PT-SP, Edinho Silva, o objetivo é construir uma agenda que unifique forças em torno de um projeto alternativo ao governo liderado pelo tucano José Serra. “Este seminário nasce da necessidade de um diagnóstico correto da política em São Paulo”.

Edinho afirmou que existem dois projetos antagônicos em disputa no Brasil e, esta disputa, segundo ele, acontece também no Estado de São Paulo. Um projeto, colocado em prática pelo governo Lula, trabalha para a democratização das estruturas de poder, tem um plano de nação, especifica o dirigente. O outro, continua ele, que está há 13 anos em prática no Estado de São Paulo, é o projeto de desmonte da estrutura do Estado, colocando em segundo plano os interesses públicos, de prejuízo do patrimônio do povo paulista.

Ricardo Berzoini, presidente nacional do PT, disse que o PT está consolidando o projeto histórico do partido. Segundo ele, esta consolidação está registrada na percepção da população.

Para o presidente da CUT nacional, Artur Henrique, há uma clara tentativa, por parte de setores da mídia, de desconstrução do projeto democrático colocado em prática pelo governo petista. Por isto, segundo ele, é necessário unidade para enfrentar este bloqueio. “A CUT tem toda condição de estar junto nesta mobilização”.

Negócio

O líder da Bancada petista na Assembléia Legislativa, Simão Pedro, afirmou durante a mesa de abertura do seminário, que o governo tucano trata políticas públicas como grande negócio. “A única preocupação é fazer caixa. Tiram recursos do Orçamento destinados à saúde e à educação e destinam para a área de transporte, com claro interesse eleitoral”.

Outra característica do governo tucano, segundo ele, é o tratamento preconceituoso dado aos movimentos sociais do Estado. Além disto, a participação popular não é aceita pelo governo estadual na prática de fiscalizar o Estado. Um exemplo, foi a destituição arbitrária ocorrida em janeiro dos conselheiros do Cetran (Conselho Estadual de Trânsito).

Participou ainda do debate o senador petista por São Paulo, Eduardo Suplicy. O seminário acontece no Sindicato dos Engenheiros.

fonte: Portal do Diretório Estadual PT-SP

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.