Suíça vai enviar documentos sobre conta de Marinho

01/04/2014

Cartel dos trens

Advogados do conselheiro do TCE de São Paulo Robson Marinho tentaram impedir o envio dos papéis com recursos, mas agora decisão é final e autoridades suíças mandarão para o Brasil documentos de uma conta no Credit Lyonnais Suisse atribuída a ele, por onde passaram US$ 1,1 milhão (R$ 2,5 milhões hoje); suspeita é de que dinheiro do ex-chefe da Casa Civil de Mário Covas tenha sido suborno da Alstom

Agora não há mais volta. Os advogados do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo Robson Marinho tentaram evitar, mas foram derrotados em seu último recurso e as autoridades suíças mandarão para o Brasil documentos referentes a uma conta bancária atribuída a ele.

Segundo os papéis, pela conta aberta no Credit Lyonnais Suisse passaram US$ 1,1 milhão (R$ 2,5 milhões hoje). A suspeita é de que o dinheiro tenha sido pago como suborno da Alstom no esquema de cartel do metrô durante governos do PSDB. Marinho ocupou o cargo de chefe da Casa Civil no governo Mário Covas na época.

O conselheiro do TCE é investigado desde 2008 por suspeita de ter ajudado a multinacional a obter um contrato com a EPTE (Empresa Paulista de Transmissão de Energia) e Eletropaulo sem fazer uma nova licitação. A documentação sobre a conta bancária de Marinho é essencial para solucionar o caso.

fonte: site Brasil 247

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.