Tarde de trabalhos dos deputados do PT nesta terça-feira

29/08/2017

NA ALESP

Crédito:

Preocupação necessária
Na reunião da Frente Parlamentar em Defesa dos Institutos de Pesquisa de SP, o deputado Carlos Neder está empenhando em fazer com que a população conheça quais são os trabalhos realizados, as pesquisas em andamento, e propiciar o debate sobre a atuação de sérios institutos e pesquisadores.

Requerimento aprovado
Ainda na mesma reunião, Carlos Neder lembrou da aprovação de requerimento de junto a Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação e Informação que ouvirá o GT criado por Alckmin sobre mudanças que estão sendo propostas na área. A medida atenderá o marco legal nacional da ciência, tecnologia e inovação do país.

Secretário demitido
Na Comissão de Meio Ambiente, o requerimento de Neder para ouvir o secretário Ricardo Salles vai ser revisto, já que Alckmin acaba de demiti-lo. Agora, o pedido de audiência pública para tratar da política ambiental do Estado e a proposta de fusão dos institutos deve aguardar a indicação do novo nome que vai dirigir a pasta do Meio Ambiente.

Desmonte continua
Membro da Comissão de Meio Ambiente, Luiz Turco defendeu que a audiência pública fosse mantida, já que a política de desmonte dos institutos não é do secretário, mas sim de Alckmin. Tanto a fusão dos institutos quanto a venda dos seus imóveis são decisões do governo que terão sequência, independentemente de quem os tucanos escolherem para substituir Salles.

Tudo tem preço
Pesquisadores e trabalhadores do Instituto Geológico cobraram dos deputados que integram a Comissão de Meio Ambiente posicionamento sobre a venda da sede do instituto, na Vila Mariana. Alckmin está liquidando o patrimônio do instituto, alegando que a venda se justifica pelo alto valor que o mercado atribui ao imóvel.

Desalojar é barato
Detalhe: o prédio do Instituto Geológico acabou de passar por uma ampla reforma. Depois dos gastos realizados, o governo decide vender no pacote de entrega dos imóveis dos institutos ao mercado imobiliário. Para os tucanos, o negócio é fazer caixa. Desalojar trabalhadores e pesquisadores sai barato.

Trabalhadores essenciais
Contrários à venda da sede e de outras áreas protegidas, os trabalhadores do Instituto Geológico querem ser ouvidos e exigem uma ampla discussão sobre os rumos das políticas ambientais no Estado. Esses profissionais atuam nos planos preventivos de defesa civil em 175 municípios e monitoram 730 poços profundos distribuídos em 120 cidades.

Amianto proibido no país
Vitórias para os trabalhadores, vitória do deputado estadual Marcos Martins, autor da lei 12.684/2007, que proíbe a substância cancerígena no Estado de SP. Em julgamento recente, o STF manteve a constitucionalidade da lei, desencadeando a proibição em nível nacional.

Alckmin e o benzeno
“Como é que um médico pode vetar um projeto que protege a saúde do trabalhador?”, disse Martins em Plenário hoje, criticando o veto de Alckmin ao PL 247/15, de sua autoria. O projeto, que proíbe o abastecimento de combustíveis em postos após o acionamento da trava de segurança da bomba, pretendia minimizar o contato da população com os vapores do benzeno, substância altamente cancerígena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.