Três meses após inauguração, Rodoanel Leste continua incompleto

06/10/2014

Descaso tucano

Ainda não há data para a entrega dos 5,8 quilômetros de pista até o entroncamento com a Rodovia Presidente Dutra com o Trecho Leste do Rodoanel, “inaugurado” em 3 de julho pelo governo do Estado. Já foram aplicadas cerca de R$ 60 milhões em multas à concessionária SPMar por atrasos na finalização das obras do Trecho Leste do Rodoanel.

No dia da entrega da primeira parte do empreendimento, a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) multou a SPMar em aproximadamente R$ 54 milhões. Isso porque o prazo contratual para finalização da obra inteira – e não apenas de um trecho – era março. Em seguida, foi aplicada outra punição, de R$ 5 milhões, porque a concessionária havia prometido concluir o restante da via em setembro, o que também não foi cumprido. A agência reguladora ressalta que, ao longo do processo de construção, foram registradas outras notificações à empresa, que resultaram em multas que somaram R$ 251 mil.

Trecho não deve ser concluído antes de dezembro

A diretora-geral da Artesp, Karla Bertocco, informa que técnicos da agência fazem vistorias a cada dois dias na rodovia para acompanhar o andamento dos trabalhos. A executiva cobra da concessionária a elaboração de novo cronograma. Mesmo sem posicionamento oficial sobre os prazos, é possível que o Trecho Leste não fique totalmente concluído antes de dezembro.

Como justificativa para os atrasos, a SPMar, que também é responsável pela gestão do Trecho Sul, cita problemas encontrados no decorrer da construção e que não estavam previstos no edital, como aumento do volume de terraplanagem, diferença na profundidade dos solos em áreas alagadas e de várzea, além da interferência com dutos.

Concessionária pediu prorrogação do prazo de entrega final

A SPMar, responsável pela construção e gestão da alça Leste do Rodoanel, pediu à Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) prorrogação do prazo para conclusão da obra, que ainda tem trecho de 5,8 quilômetros a ser finalizado. O pedido, diz a empresa, é motivado em elementos técnicos que extrapolaram a responsabilidade contratual da SPMar”. A concessionária não informou quanto tempo precisa para concluir o serviço.

A empresa garante que, “no que cabe à sua gestão, não tem medido esforços, inclusive com elevado comprometimento de recursos próprios, para que o trecho entre (as rodovias) Ayrton Senna e Dutra seja entregue no espaço de tempo mais curto possível.”

Quando pronto, o segmento Leste terá 43,5 quilômetros e ligará o entroncamento com o Trecho Sul, em Mauá, até a Rodovia Presidente Dutra, em Arujá. Também será construída alça de acesso à Estrada dos Fernandes, na divisa entre Suzano e Ribeirão Pires.

A estimativa original de gastos para a construção do Trecho Leste é de R$ 3,2 bilhões, valor integralmente pago pela iniciativa privada. Em pleno funcionamento, o segmento deverá receber volume diário de aproximadamente 25,5 mil caminhões.

*com informações do jornal Diário do Grande ABC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.