Tucanos tentam usar CPI para atacar o PT

31/03/2010 16:47:00

Bancoop

 

A primeira reunião da CPI da Bancoop na Assembleia Legislativa, que aconteceu nesta quarta (31/3), foi marcada pela imposição e truculência dos governistas. Depois da eleição do presidente da CPI, deputado Samuel Moreira, foi escolhido o vice, deputado Chico Sardelli, rompendo acordo firmado com a oposição. Segundo o líder da Bancada do PT, deputado Antonio Mentor, havia sido negociado que a eleição do vice-presidente da CPI entraria na pauta da reunião da próxima semana.

“Num ambiente democrático teríamos uma negociação, uma conversa que poderia resultar num entendimento. Lamentavelmente este governo, como tem feito nas ruas, no enfrentamento com os professores, tem baixado o cacete, esse é o cassetete democrático do PSDB, que você encontra nas manifestações de professores e aqui na Assembleia também”, afirmou Mentor.

O líder da Bancada comparou essa manobra à ocorrida na CPI da CDHU, quando a base do governo Serra, desrespeitando a tradição de que pertence ao proponente da CPI a presidência da mesma e, dispondo da maioria, elegeu dois tucanos para as funções de presidente e vice-presidente e a relatoria com a base aliada.

Esse verdadeiro manobra da CPI prosseguiu até que ela foi definitivamente enterrada sem coletar seis depoimentos com convocações aprovadas, deixando em aberto a análise de documentos, outras convocações sem apreciação, além de 12 requerimentos de convocação rejeitados pela base de sustentação.

Segundo Mentor, a tentativa do governo é transformar a CPI da Bancoop em frente de ataque ao PT. “Mas estamos tranquilos e vamos trabalhar pelas 3mil famílias que foram prejudicadas pela Bancoop”, acrescentou o líder.

Da Bancada do PT, os deputados Vanderlei Siraque e Vicente Cândido são membros efetivos dessa CPÌ, e o deputado Enio Tatto, suplente. Tanto Siraque quanto Enio também ponderaram sobre a escolha do vice-presidente. “Escolher o vice hoje é deixar a oposição sem alternativa”, disse Siraque.

A próxima reunião acontecerá no dia 07/4 às 12h30. Na pauta, estão definição de cronograma e discussão de requerimentos.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.