Um apelo por menos benzeno

09/03/2017

SAÚDE

Crédito: Marina Moura

Marcos Martins pede apoio de outros parlamentares na luta contra benzeno

Na tarde desta quinta-feira (09/03), o deputado estadual Marcos Martins utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa paulista para fazer um apelo para que os demais deputados da Casa o ajudem a derrubar um veto do Governador. Trata-se do projeto 247/15, de autoria de Marcos, que proíbe o enchimento de tanques combustível após o travamento da bomba.
O barulho de “clique” é emitido quando se chega ao limite do abastecimento, indicando que não se pode colocar mais combustível a partir de então. Ainda assim muitos frentistas perguntam aos clientes “se querem dar mais uma enchidinha”, colocando em risco a própria saúde e de todos que estão ali naquele momento, e ao redor, por causa do benzeno que vai para o ar, prejudicando também o meio ambiente.

É um Projeto de Lei aparentemente simples o do deputado, mas certamente importante principalmente para os funcionários de postos de combustíveis, sobretudo aos frentistas, que estão mais expostos ao benzeno e consequentemente às doenças recorrentes do contato com a substância, que chegam ao câncer.

A justificativa do Governo do Estado para barrar o PL é rotulá-lo somente como fruto de uma reivindicação trabalhista, dizendo que não é da alçada do Estado cuidar de questões assim, relegando a tarefa à União, que fiscaliza assuntos do Trabalho. No entanto, trata-se, antes de mais nada, de uma questão de saúde pública. Quantas pessoas trabalham em postos de combustíveis? Quantas pessoas abastecem seus veículos diariamente? Quantas pessoas moram em regiões próximas aos postos?

O deputado Marcos Martins está lutando para reverter o veto e critica: “É um veto de encomenda. Até quando vamos tolerar isso?

Marina Moura

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.